Tecnologias agroecológicas é tema de Dia de Campo em Pelotas

Agronegócio

Tecnologias agroecológicas é tema de Dia de Campo em Pelotas

Dois especialistas da FAO acompanharam a programação
Por:
378 acessos

Dois especialistas da FAO acompanharam a programação

O 13º Dia de Campo da Agroecologia realizado pela Embrapa Clima Temperado de Pelotas na quinta-feira (08/12) apresentou trabalhos de pesquisa voltados à Agricultura Familiar e aos sistemas produtivos agroecológicos ou de base ecológica. A atividade contou com o apoio dos técnicos da Emater/RS-Ascar, do Centro de Apoio e Promoção da Agroecologia (Capa) e do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA). Dois especialistas da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) acompanharam a programação para conhecer as práticas em Agroecologia, como o projeto Quintais Orgânicos de Frutas, que beneficia mais de 60 mil pessoas no Brasil com a produção de frutas em base ecológica. 

Os temas abordados no Dia de Campo da Agroecologia atenderam ao enfoque Alternativas para a Diversificação da Agricultura Familiar, aonde foram mostradas tecnologias em alternativas energéticas, através do uso da energia solar para aquecimento e movimentação da água; em conservação do solo para evitar as perdas de solo e água por erosão hídrica; em variedades crioulas de abóbora como patrimônio genético e cultural da agricultura familiar; em cultivares de feijão para a agricultura familiar; em forrageiras de cultivo de verão como forma de estratégia de perenização de espécies; em sistemas agroflorestais para promoção da integração de diferentes cultivos em uma mesma área; em polinização, ao usar de maneira racional as colmeias em práticas de polinização dirigida de cultivos; em compostagem laminar, buscando a vivificação do solo; e em processos de decomposição de resíduos orgânicos na superfície do solo. 

Participaram do Dia de Campo agricultores dos municípios de Amaral Ferrador, Arroio Grande, Arroio do Padre, Canguçu, Chuvisca, Dom Feliciano, Encruzilhada do Sul, Erechim, Herval, Hulha Negra, Mariana Pimentel, Piratini, Pedro Osório, Rio Grande, Santa Cruz do Sul, São José do Norte, São Lourenço do Sul, Sertão Santana, Soledade e Turuçu, além de representações de assentados da reforma agrária, quilombolas, grupos de mulheres e jovens rurais das escolas agrícolas.

Reunião com especialistas da FAO

Na oportunidade o oficial de programas da FAO/Brasil, da Unidade Regional de Gestão de Projetos para a Região Sul, Carlos Antonio de Biasi, e a oficial de Alianças e Parcerias da FAO/Chile, Duclair Sternadt Alexandre, firmaram a intenção de encaminhamento das ações do projeto Guardiões de Sementes e do Fórum da Agricultura Familiar para a plataforma de boas práticas agropecuárias da FAO; também houve a solicitação da contribuição da Embrapa Clima Temperado na composição do programa do Seminário Regional da Agricultura Familiar da FAO a ser realizado em Santiago, do Chile, no primeiro semestre de 2017; e ainda, foi articulada em conjunto com a FAO/Chile a realização de treinamentos, entre pesquisadores e técnicos, no campo da Agroecologia.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink