Tecnologias para revitalizar o arroz no Baixo São Francisco

Agronegócio

Tecnologias para revitalizar o arroz no Baixo São Francisco

Embrapa, governo e território se articulam para fortalecer rizicultura na região
Por: -Joana
975 acessos
Embrapa, governo e território se articulam para fortalecer rizicultura na região

Reuniao_ArrozO cultivo do arroz, cultura tradicional nos municípios do Baixo São Francisco de Sergipe e Alagoas, tem novas perspectivas de revitalização a partir da pesquisa e da transferência de tecnologias.

Representantes da Embrapa Arroz e Feijão (Santo Antônio de Goiás, GO), da Embrapa Tabuleiros Costeiros (Aracaju, SE) e da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba – Codevasf se reuniram, nos dias 18 e 19 de maio, com membros da Cadeia Produtiva da Rizicultura de Alagoas e do Colegiado do Território da Cidadania do Baixo São Francisco Sergipano.
O objetivo foi debater ações para o aperfeiçoamento da rizicultura na região, atendendo as demandas identificadas pela Secretaria da Agricultura de Alagoas (Seagri-AL).

Nos encontros, que aconteceram em Penedo, na margem alagoana do São Francisco, e em Neópolis, do lado sergipano, foram discutidos aspectos relacionados às boas práticas agronômicas, cooperativismo e comercialização.

Será formalizado também um convênio de cooperação técnica para fomento da rizicultura com plano de trabalho para início ainda em 2011. “O foco será a transferência de tecnologias geradas pela Embrapa aos multiplicadores locais e o desenvolvimento de novas pesquisas voltadas para a rizicultura na região”, informou o chefe-geral da Embrapa Arroz e Feijão, Pedro Machado (na foto, de pé). Ele participou dos encontros acompanhado pelo chefe-geral da Embrapa Tabuleiros Costeiros, Edson Diogo Tavares.

A Embrapa Arroz e Feijão vai alocar no Baixo São Francisco o analista de transferência de tecnologia Raimundo Rabelo, que atuará na região juntamente com técnicos da Embrapa Tabuleiros Costeiros, Seagri-AL e Codevasf, em ações de fortalecimento do segmento produtivo.

Baixo São Francisco - O Baixo São Francisco é o sexto território mais populoso de Sergipe, com 123.482 habitantes, e representa cerca de 9% da superfície territorial de Sergipe, além de ser formado por 14 municípios e uma das atividades mais importantes para a formação econômica da região é a rizicultura.

A atividade é desenvolvida por pequenos produtores e está concentrada nas áreas inundáveis e nas terras baixas mais sujeitas às inundações. No início da década de 90, o Baixo São Francisco era o principal produtor e a partir de 2001 passou a responder por 100% de toda a produção de arroz em Sergipe. Nos Perímetros Irrigados da Codevasf, mais de duas mil famílias produzem arroz em lotes de 4 hectares, entre os meses de maio e março.

De acordo com o IBGE, a quase totalidade dos rizicultores é de pequenos proprietários dos seus estabelecimentos, com um número pouco expressivo de arrendatários e ocupantes. A produção de arroz é destinada principalmente ao mercado, com apenas 3% voltados ao autoconsumo familiar. Parcela expressiva da produção, 52%, é vendida diretamente à indústria e outros 45% a intermediários.
 
 
As informações são do Núcleo de Comunicação Organizacional da Embrapa Arroz e Feijão

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink