Tecon Rio Grande registra alta na movimentação de novas cargas conteinerizadas
CI
Cargas

Tecon Rio Grande registra alta na movimentação de novas cargas conteinerizadas

No acumulado do ano, destaques foram os segmentos de fertilizantes, toras e grãos
Por:

O Tecon Rio Grande, terminal de contêineres do Grupo Wilson Sons, registrou crescimento de 17% na movimentação de novas cargas conteinerizadas de janeiro a novembro deste ano, em comparação aos mesmos meses de 2016. Ao todo, foram movimentados 7.606 contêineres (cntrs) no acumulado de 2017 ante 6.495 cntrs no mesmo período do ano passado. As principais cargas movimentadas foram fertilizantes, toras de madeira e grãos.

A exportação de toras teve alta recorde de 86% de janeiro a novembro de 2017, em relação aos mesmos meses do ano passado. Foram movimentados 2.581 cntrs, 1.190 cntrs a mais do que no mesmo período de 2016. A mercadoria é vendida para países do Extremo Oriente, como China, Coreia do Sul, Coreia do Norte, Japão e Taiwan.

Entre os fatores que impulsionaram esse resultado está a implantação do projeto de estufagem de toras desenvolvido pelo Tecon Rio Grande, no ano passado. Ao chegar ao terminal, as toras são medidas, certificadas, passam por tratamento térmico de fumigação e, depois, são estufadas nos contêineres.

Outro destaque foi o segmento de grãos, com crescimento de 41% no acumulado de 2017 em relação a 2016. Houve movimentação de 720 cntrs entre janeiro e novembro deste ano. Em igual período do ano passado, foram movimentados 509 cntrs.

A importação de fertilizantes também teve aumento de quase 20% no acumulado deste ano, em comparação aos mesmos meses de 2016. De janeiro a novembro de 2017, foram movimentados 1.694 cntrs contra 1.355 cntrs no mesmo período do ano anterior.

A utilização de contêineres para importação de fertilizantes traz uma série de benefícios para o cliente, já que o produto chega ensacado, pronto para ser vendido direto ao produtor rural. Além de melhores custos, os importadores ganham maior independência para compra de seus produtos, eficiência no fluxo de caixa e estoques menores.

“Os resultados nos motivam a seguir buscando cargas não convencionais para ampliar nossos volumes e deixar nosso terminal cada vez mais atrativo. Realizamos uma série de investimentos nos últimos dois anos que possibilitaram maior eficiência, custos competitivos e segurança para os clientes.”, ressalta o diretor-presidente do Tecon Rio Grande, Paulo Bertinetti.

 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.