Temperaturas continuam baixas na Região Sul

Agronegócio

Temperaturas continuam baixas na Região Sul

A menor temperatura na Região Sul foi -3,7°C, em Cambará do Sul/RS
Por:
1015 acessos
O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) registrou a ocorrência de geadas nesta quinta-feira (7) no Paraná, nos planaltos norte e sul, no oeste e no meio-oeste de Santa Catarina e no Rio Grande do Sul. Segundo o meteorologista Flávio Varone, do Inmet em Porto Alegre, a menor temperatura na Região Sul foi -3,7 graus Celsius (°C), em Cambará do Sul (RS). Em Caçador (SC), os termômetros marcaram durante a madrugada -3,3°C.


No Paraná, o dia amanheceu mais frio nas áreas próximos a Santa Catarina. Segundo a meteorologista Sheila Paz, do serviço estadual de meteorologia Simepar, em Palmas a temperatura alcançou -2,2 °C, a menor no estado. A temperatura também ficou negativa em São Mateus do Sul (-0,3°C), General Carneiro (-1,5°C), Clevelândia (-0,6°C), Francisco Beltrão (-0,3°C) e Guarapuava (-0,8°C).

Na região metropolitana de Curitiba, o nevoeiro, que estava muito denso na madrugada, gradualmente perde força.

As geadas que ocorreram no Paraná nos dias 27 e 28 de junho atingiram as lavouras de milho segunda safra e de trigo. Levantamento do Departamento de Economia Rural (Deral) da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento (Seab) mostra uma perda de 35% na produção de milho da segunda safra e de 9% nas lavouras de trigo.


A expectativa do Deral para a produção de milho da segunda safra, que chegava a 8,12 milhões de toneladas, foi reduzida para 5,31 milhões de toneladas – uma queda de 34,6%, com perda de 2,81 milhões de toneladas do grão. Os prejuízos aos produtores estão estimados em R$ 1,1 bilhão, segundo dados da secretaria.

Nas lavouras de trigo, a expectativa inicial de colher 2,86 milhões de toneladas foi reduzida para 2,61 milhões de toneladas, uma queda de 8,7% e perda de 250 mil toneladas de grão. Para os produtores, os prejuízos estão avaliados em R$ 111 milhões.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink