Tempo chuvoso atrasa colheita no centro do Brasil
CI
Agronegócio

Tempo chuvoso atrasa colheita no centro do Brasil

Tempo úmido continua diminuindo o ritmo no início da colheita da soja em MT
Por:
O Tempo úmido continua diminuindo o ritmo no início da colheita da soja em Mato Grosso. De acordo com o IMEA, desde a semana passada, os agricultores no estado só conseguiram colher 2,7% da safra de soja do estado. O ritmo da colheita deveria ser pelo menos o dobro. Vários meses atrás, os agricultores haviam estimado que no Mato Grosso a colheita fosse de um milhão de toneladas de soja até o final da primeira semana de janeiro, mas isso foi antes de a chuva começar a cair. Infelizmente, apenas cerca de 600 mil toneladas de soja foram colhidas até o final da terceira semana de janeiro.

Este início lento da colheita está tendo um efeito cascata sobre outras coisas, tais como: qualidade da semente de soja, perigos da proliferação de doenças como a ferrugem asiática, sistemas de transporte, o início das exportações de soja do Brasil e o atraso no plantio do milho safrinha e algodão.

Deterioração da qualidade de sementes - Há relatos que no norte do Mato Grosso a qualidade das sementes de soja começou a deteriorar-se, onde a colheita foi atrasada devido à chuva. Depois que uma planta de soja amadurece, cada vez que passa por um ciclo de secos e molhados aumenta as oportunidades para um fungo, chamado Blight Pod, do tronco entrar nas vagens e, posteriormente, por sua vez deixas as sementes mofadas. Além das sementes mofadas, elas são geralmente pequenas, enrugadas, com alta acidez e mais leve do que o normal. Estas sementes de má qualidade podem rapidamente se deteriorar, uma vez que são colocados no armazenamento, de modo que se tenta despachar a soja o mais rápido possível com sementes de melhor qualidade, a fim de atender aos padrões de qualidade.

Ninguém ainda disse que os rendimentos de soja Mato Grosso estejam sendo impactados negativamente pelas sementes de má qualidade, mas se o tempo chuvoso continuar por várias semanas, os rendimentos poderão começar a declinar. Molhagem e secagem persistente podem causar as vagens rachaduras e as sementes caem no chão, e o pior cenário será se as sementes começarem a brotar nas vagens. Quando isso acontece, os rendimentos são cortados drasticamente e provavelmente não irá mesmo ser vendável. Isso ainda não aconteceu no Mato Grosso, mas poderia ser uma possibilidade, se o tempo chuvoso persistir por várias semanas.

Desfolhantes são aplicados para acelerar a maturação - No Brasil, muitas vezes se aplicam um desfolhante nos campos de soja, a fim de acelerar o processo de maturação. Uma vez que o desfolhante é aplicado, as folhas rapidamente caem da planta, as hastes e vagens secam e a cultura está pronta para colheita dentro de 5 a 7 dias após a aplicação. Se o tempo é ruim e o clima úmido antes da safra ser colhida, o chão molhado pode causar deterioração se a colheita for atrasada por uma semana ou duas. Uma coisa que se tem que lembrar é que o clima nesta época do ano em Mato Grosso é muito quente e muito úmido. Estas condições de efeito-estufa podem rapidamente resultar em pior qualidade de sementes. Infelizmente, este é um problema comum em Mato Grosso, quando os agricultores estão fazenda a colheita da soja em janeiro, que é geralmente o pico da estação chuvosa. É por isso que os agricultores tentam de várias formas de maturar a soja em suas fazendas. Eles não arriscam início plantio de soja devido à possibilidade de chuva durante a colheita.

Nos EUA se chuva atrasa a colheita da soja, as temperaturas são normalmente boas e ajudam a retardar o processo de deterioração. Além disso, é muito raro ter sementes que brotam nas vagens no Centro-Oeste principalmente por causa das temperaturas mais frias.

Aumento das pressões de doenças como o mofo branco, ferrugem e falta de sol - Além de sementes de má qualidade, os agricultores na região central do Brasil também estão preocupados com o clima úmido causando perigo de doenças. Surtos de mofo branco já foram relatados no centro do Brasil. Esta é uma doença geralmente associada com tempo chuvoso, ele resulta em rendimentos mais baixos.

Mato Grosso é também o estado no Brasil onde a maioria dos casos de ferrugem da soja está sendo relatados. Nacionalmente, 90 casos da doença foram relatados com 44 desses casos no Mato Grosso. Continua sendo o menor número de casos de ferrugem para esta fase da estação de crescimento desde que começaram a acompanhar a doença há sete anos, mas para o estado de Mato Grosso, é o maior registro dos casos da doença já feito há anos. O fim das chuvas poderia tornar mais fácil aos agricultores no estado manter a doença sob controle.

O céu nublado quase constante resultou em níveis mais baixos de radiação solar por no mês passado. É difícil quantificar o impacto de menor radiação solar sobre a produtividade de soja, mas geralmente quando há um bloqueio da luz do sol é mais difícil para a cultura da soja alcançar seu potencial máximo de rendimento.

O início lento das exportações de soja do Brasil - O início lento para as exportações de soja brasileira pode acabar sendo muito importante para o mercado de soja dos EUA. Ele está dando os exportadores dos EUA uma janela de duas ou três semanas de oportunidade que não foi prevista há um mês. Tudo estava no caminho certo para começar cedo a safra de soja 2011/12 no Brasil e as subseqüentes exportações - a safra foi plantada na data, a cultura desenvolveu-se bem, e as primeiras sojas estavam prontas para serem colhidas ainda no Natal. Exportadores estavam esperando um início precoce e estavam programados para chegar a portos do sul do Brasil até meados de janeiro, quando as exportações começariam a fluir. Isso não aconteceu, graças claro ao tempo chuvoso. A temporada de exportação ainda pode começar mais cedo que no ano passado, mas certamente será muito mais tarde do que tínhamos inicialmente previsto.

O aumento dos congestionamentos nos portos brasileiros - Em antecipação ao início da safra de soja, milhares de caminhoneiros foram para Mato Grosso no início de janeiro ansiosos para começar o transporte soja. Este é um dos momentos mais lucrativos do ano para os caminhoneiros, devido à enorme demanda por seus serviços para mover a colheita para os portos. Infelizmente, no final da semana passada, houve relatos de milhares de caminhões estacionados em todo o estado à espera de seu primeiro carregamento de soja.

Este início adiado para a época de colheita vai ter um efeito cascata por todo o sistema de transporte do Brasil. Uma vez que os problemas do tempo e colheita se resolvam e se retome a velocidade máxima, vai causar mais congestionamento do que aquilo que já estava previsto. Os portos no Brasil são inadequadamente equipados para lidar com o resplendor das exportações em tempo hábil, mas infelizmente, eles têm agora menos semanas de atividade potencial de exportação. Isto poderia significar que a temporada de exportação será mais compacta. Quanto tempo a época de exportação vai durar depende da produção total de soja no Brasil. A safra 2011/12 brasileira já é estimada por alguns ser menor do que no ano passado, apesar de muitos dizerem que não, ainda assim, uma safra menor pode ajudar a aliviar o congestionamento previsto.

Atrasos no plantio da safrinha de milho e algodão - Quando a safra de soja é lenta em Mato Grosso, também retarda o progresso de plantio para o milho safrinha e algodão. Agricultores Mato Grosso estão esperando plantar uma safra de milho safrinha recorde este ano, mas muito pouco do milho foi plantado até agora. A janela de plantio para o milho permanecerá aberta até a terceira semana de fevereiro, então ainda há tempo de sobra, mas o rendimento do milho safrinha é geralmente melhor se a cultura for plantada o mais cedo possível.

Os atrasos safra de soja pode realmente impactar a área plantada de algodão safrinha mais do que milho. Se um agricultor vai plantar duas de algodão e milho após a colheita da soja, ele vai plantar o algodão em primeiro lugar porque a janela de plantio para o algodão vai fechar mais rápido, geralmente no final de janeiro. O plantio de algodão pode ser estendido um pouco mais, se os preços do algodão estejam fortes para justificarem o menor potencial de rendimento, mas geralmente o algodão safrinha deve ser plantado até o final de janeiro. Se o tempo molhado continua a atrasar a colheita da soja, é possível que alguns dos hectares destinados ao algodão podem eventualmente ser mudados para plantio de milho safrinha adicionais. Isso não aconteceu ainda, mas é uma possibilidade.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.