Tempo chuvoso favorece proliferação da ferrugem no PR

Agronegócio

Tempo chuvoso favorece proliferação da ferrugem no PR

O clima favorável ao desenvolvimento da soja também aumentou o aparecimento da ferrugem
Por: -Marcus Ayres
16 acessos

O clima favorável ao desenvolvimento da soja também aumentou o aparecimento da ferrugem nas lavouras do Paraná nos últimos dias. A doença já teve focos detectados em Campo Mourão, Barbosa Ferraz, Fênix, Juranda, Mamborê, Araruna, Farol, Moreira Sales, Peabiru, Luiziana, Iretama, Pitanga e Roncador.

Até quarta-feira (03-01), segundo dados da Embrapa Soja, o Estado tinha 61 (38%) dos 159 casos registrados em todo o país, à frente do Mato Grosso do Sul (33) e Goiás (24). De acordo com técnicos, essa proporção pode estar aumentando diariamente, o que mostra que os produtores do Estado enfrentam mais problemas com o fungo asiático que os de outras regiões.

Os números são pelo menos um terço menores que os verificados nesta mesma época do ano passado, mas ampliam o prejuízo provocado pela doença, que afeta as lavouras de soja brasileiras desde 2001 e já consumiu cerca de R$ 17,2 bilhões. Os produtores se obrigam a aplicar fungicida nas regiões de risco, elevando suas despesas. Quem não aplica, corre o risco de ter produção até 70% menor, segundo avaliação da Embrapa Soja.

Segundo o engenheiro agrônomo, Edilson Souza e Silva, do Departamento de Economia Rural (Deral), órgão ligado a Secretaria de Estado da Agricultura e Abastecimento (Seab), as condições ideais para a disseminação do fungo que provoca a ferrugem asiática são as noites frias e dias quentes, com altos índices de umidade. Temperaturas médias menores que 28 graus e o molhamento foliar de mais de dez horas favorecem a infecção da planta.

Silva explicou que a rápida e a correta identificação é essencial para o controle da doença. “O agricultor deve ficar atento e monitorar constantemente a sua área. Na dúvida a recomendação é que ele procure um agrônomo para dar assistência".

Verba para controle - Caso aconteça da ferrugem asiática atacar as lavouras de soja de pequenos produtores assistidos pela Emater/PR, e que tenham financiado a safra através do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), os mesmos contam com verba para aplicação de fungicidas no controle da doença.

Segundo o técnico agrícola da Emater/PR, Orquides Lobrigatte, quando o produtor faz o projeto do Pronaf para financiamento, parte do dinheiro já vem destinado para o controle de pragas e doenças. "Com isso, caso apareça um foco nas lavouras o produtor já tem o dinheiro reservado", comenta.

Os agricultores ainda contam com seguro das plantações caso sofra danos por problemas naturais- como seca ou excesso de chuva, por exemplo- ou a lavoura seja atacada por pragas e doenças sem métodos de controle. "Com relação a ferrugem asiática o seguro não cobre os possíveis danos, pois a doença possui controle com fungicidas", diz Lobrigatte.

A Emater/PR alerta para que produtores rurais façam monitoramento constante nas lavouras de soja afim de que sejam detectados possíveis focos de ferrugem asiática e a aplicação de fungicida só deve ser realizada após a constatação da doença nas plantas.

O momento é de alerta total para evitar aumento no custo de produção, provocado pela decisão incorreta e sem parâmetros técnicos no controle da ferrugem asiática.

As condições ideais para a disseminação do fungo que provoca a ferrugem asiática são as noites frias e dias quentes, com altos índices de umidade. Temperaturas médias menores que 28 graus e o molhamento foliar de mais de dez horas favorecem a infecção da planta.

O principal dano ocasionado pela Ferrugem Asiática é a desfolha precoce, que impede a completa formação dos grãos, com conseqüente redução da produtividade. O nível de dano que a doença pode ocasionar depende do momento em que ela incide na cultura, das condições climáticas favoráveis à sua multiplicação após a constatação dos sintomas iniciais, da resistência/ tolerância e do ciclo da cultivar utilizada.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink