Tempo favorece início do plantio de trigo no Brasil; país vislumbra recorde
CI
Agronegócio

Tempo favorece início do plantio de trigo no Brasil; país vislumbra recorde

Bom começo de plantio do cereal no país
Por:
SÃO PAULO - Um início de mês chuvoso no Paraná, que juntamente com o Rio Grande do Sul produz mais de 90 por cento da safra de trigo do Brasil, favoreceu um bom começo de plantio do cereal no país, apontando para a possibilidade de uma colheita recorde em 2014.


Caso o tempo continue favorável, o Brasil poderia colher mais de 7 milhões de toneladas de trigo em 2014, crescimento de aproximadamente 30 por cento ante a temporada passada, quando geadas afetaram severamente a produção do Paraná.

"Vamos ter no âmbito nacional uma safra recorde, se o clima for normal", afirmou o gerente técnico e econômico da Organização das Cooperativas do Paraná (Ocepar), Flávio Turra, destacando a retomada do plantio de trigo no Estado por preços estimulantes.

Uma boa safra poderia reduzir a necessidade de importação de trigo pelo Brasil, um dos maiores importadores globais do produto. Na temporada passada o país foi importante comprador do cereal dos Estados Unidos, pela quebra de safra paranaense e produção insuficiente na Argentina.


No Rio Grande do Sul, que colheu a maior safra de sua história, superando 3 milhões de toneladas em 2013, o plantio de 2014 começa em maio.

Os produtores gaúchos poderão elevar novamente em 10 por cento o plantio, na comparação com o período anterior, com preços favoráveis, disse o engenheiro agrônomo da Emater-RS, Ataides Jacobsen, ressaltando que o órgão do governo do Estado ainda não divulgou uma estimativa oficial.

O crescimento de área no Rio Grande do Sul, no entanto, não chega nem de perto ao projetado para o Paraná, que deverá aumentar a semeadura em 23 por cento, para 1,2 milhão de hectares, de acordo com previsão do Departamento de Economia Rural, do governo paranaense.


"Está normal o plantio, o que tem este ano é uma retomada de plantio no Paraná. Vai plantar um pouco mais nas regiões oeste e norte. Naquelas regiões do milho safrinha o pessoal vai plantar um pouco mais de trigo", disse Turra, lembrando que no momento de definição da cultura os preços do cereal utilizado para panificação estavam mais interessantes.

"No final do mês de março os preços do milho reagiram um pouco. Se o preço do milho tivesse reagido no final de fevereiro, o pessoal teria plantado mais o milho safrinha", explicou ele, sobre a definição das culturas que concorrem em área.

Segundo eles, as chuvas que têm acontecido são suficientes para o bom plantio de trigo.

A maior safra já colhida pelo Brasil foi registrada na temporada 1987/88, quando o país colheu 6,12 milhões de toneladas, segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Uma produção superior a 7 milhões de toneladas cobriria boa parte das necessidades do país, que consome anualmente pouco mais de 11 milhões de toneladas, segundo a Conab.

Entretanto, o trigo do Brasil --uma país com clima predominantemente tropical-- tende a enfrentar mais desafios climáticos que outros produtores, considerando que se trata de uma cultura de inverno.

"Não me arriscaria em dizer que repetiríamos o rendimento do ano passado, poderia ser um pouco menor, recordes são difíceis de serem quebrados todos os anos", comentou o agrônomo do Rio Grande do Sul.

Em 2013, o Estado colheu 3,350 milhões de toneladas, com um a produtividade recorde de 3.160 kg por hectare.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink