Tendência em Mato Grosso é semear algodão 2ª safra dentro de janeiro

Agronegócio

Tendência em Mato Grosso é semear algodão 2ª safra dentro de janeiro

Apesar do recuo na área destinada a cotonicultura, se prevê um incremento de 13% na produtividade
Por:
441 acessos

Apesar do recuo na área destinada a cotonicultura, se prevê um incremento de 13% na produtividade

O bom desempenho obtido nas lavouras de soja, deverá permitir a entrada total de algodão segunda safra dentro ainda dentro de janeiro em Mato Grosso, ou seja, os cotonicultores devem concluir no primeiro mês de 2017 a semeadura dos 516,6 mil hectares destinados à cultura. O plantio do algodão no Estado segue proibido, em decorrência ao vazio sanitário, até o dia 30 de novembro.

As projeções apontam para uma área de 600 mil hectares no ciclo 2016/2017. A extensão é 2% inferior aos 612 mil hectares da safra passada. A perspectiva é que na primeira safra de algodão sejam plantados 83,4 mil hectare, enquanto na segunda safra 516,6 mil hectares.

Apesar do recuo na área destinada a cotonicultura, se prevê um incremento de 13% na produtividade. Um salto de 3.582 quilos por hectare para 4.047 quilos. Em pluma as estimativas são de que Mato Grosso colha 985,6 mil toneladas, 10,8% a mais que na safra passada.

As regiões sudeste, oeste e médio-norte de Mato Grosso são as mais adiantadas com os trabalhos de plantio da soja e de acordo com o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) são as regiões que possuem maior participação na produção de algodão no Estado, o que faz com que tais localidades tenham "potencial para semear toda a área de segunda safra dentro do mês de janeiro".

"Ao que tudo indica esta antecipação na semeadura da oleaginosa pode deixar seu legado à cultura do algodão, que, assim como o milho, pode ser beneficiado com a antecipação da entrada das semeadoras nas lavouras. Cabe salientar que estas projeções levam em consideração um excelente progresso da colheita da soja, ficando assim as observações voltadas ao clima no momento da colheita da cultura", pontua o Imea.

Vazio sanitário

O vazio sanitário do algodão em Mato Grosso, como o Agro Olhar já havia comentado, teve início no dia 1º de outubro e encerra-se no dia 30 de novembro. 

Durante 60 dias não é permitida a existência de plantas algodoeiras, sejam elas nascidas espontaneamente ou rebrotada. A medida visa o controle do bicudo do algodoeiro e o descumprimento da legislação pode acarretar ao produtor multas de 2 UPF's mais 30 UPF's fixas por hectare de plantio.

O calendário para o plantio do algodão também está estabelecido e divulgado na Instrução Normativa 001/2016, de 03 de maio. Na região Sul e no Vale do Araguaia, a plantação será liberada entre 1º de dezembro de 2016 e 28 de fevereiro de 2017. Nas regiões Norte e Noroeste, este período será de 15 de dezembro de 2016 a 28 de fevereiro de 2017.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink