Teste de aceitação de queijos é realizado com visitantes do Pavilhão da Agricultura Familiar

Queijos

Teste de aceitação de queijos é realizado com visitantes do Pavilhão da Agricultura Familiar

Público que passa pelo Pavilhão da Agroindústria Familiar nesta quarta-feira (27/03), na Expoagro Afubra
Por:
77 acessos

O público que passa pelo Pavilhão da Agroindústria Familiar nesta quarta-feira (27/03), na Expoagro Afubra, é convidado a participar do teste de aceitação de queijos. A atividade promovida pela Emater/RS-Ascar e demais organizadores do espaço visou determinar o nível de aceitação do queijo produzido por agroindústrias do Programa Estadual da Agroindústria Familiar (Peaf) do Governo do Estado que participam da Expoagro Afubra e promover o assessoramento às agroindústrias, avaliando qualidade e revisão de processos de elaboração do queijo durante e após o evento. 

No Pavilhão da Agroindústria Familiar participam 152 empreendimentos, sendo 13 de derivados de leite. As agroindústrias foram convidadas a participar do teste sensorial, por meio da entrega de uma amostra (queijo), com dez aderindo à ideia. A avaliação foi realizada de forma espontânea e aleatória pelo público visitante do Pavilhão e às cegas, ou seja, sem a possibilidade de identificação do estabelecimento por parte dos provadores. 

A mestranda em agronomia Francieli de Lima Tartagla, de Rondônia, participou da avaliação e aprovou a proposta. "Gostei do teste. É importante para os agricultores terem o retorno do púbico e poderem qualificar ainda mais os seus produtos. A avaliação permite direcionar o produto ao consumidor que se quer atingir", ponderou.

Segundo o coordenador da parcela de Agroindústria Familiar, Olívio Faccin, o resultado do teste de aceitação dos queijos será entregue para as agroindústrias participantes. "A proposta não é realizar uma competição entre as agroindústrias, mas possibilitar o retorno das impressões dos consumidores para que, se necessário, os agricultores realizem ajustes na produção", observa.

Além de estar presente no Pavilhão, assuntos pertinentes às Agroindústrias Familiares são apresentados no Espaço Casa da Emater, onde é ressaltada a importância dos empreendimentos para a agregação de valor aos produtos da Agricultura Familiar e também para a permanência do jovem no meio rural, estimulando a sucessão familiar e a geração de renda. São repassadas orientações sobre a criação e legalização de Agroindústrias Familiares.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink