Tocantins cresce 38% no Valor Bruto da Produção em 2011
CI
Agronegócio

Tocantins cresce 38% no Valor Bruto da Produção em 2011

A soja é responsável por 60% da produção de grãos do Estado
Por:

A soja é responsável por 60% da produção de grãos do Estado

O Valor Bruto da Produção (VBP) brasileiro, que corresponde ao faturamento agrícola obtido nas principais lavouras, atingiu o recorde de R$ 205,8 bilhões em 2011, trata-se do maior valor registrado desde 1997. Com o ano praticamente encerrado, o número é 11,7 % maior em relação a 2010, conforme divulgou o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

No Tocantins o aumento foi de 38% em relação à safra passada. O VBP de 2010/2011 fechou em torno de R$ 1.418.249.600,00. Os produtos que mais colaboraram para obter esse resultado foram a soja com R$ 861.448.000, o milho com 165.369.400 e o arroz com R$ 220.182.000. O Tocantins está entre os três estados da Federação que tiveram maior aumento. Mato Grosso teve crescimento de 39,8% e Goiás 18%.

De acordo com o engenheiro agrônomo da Coordenadoria de Desenvolvimento Vegetal da Seagro, José Waltex Alexandre Aguiar, a cultura de maior crescimento foi o milho, com 118%, seguido da soja com 39%, sendo que esta última corresponde por 60% da produção de grãos no Estado. “A recuperação do preço no mercado foi o responsável no aumento do milho”, pontua.

Previsão

A projeção para 2011/2012 no país é de 4,9% de aumento. Já no Tocantins a previsão é de um crescimento de 10% para o VBP. “Os melhores preços dos produtos agrícolas, a elevação da produtividade, demanda mundial de grãos e também os resultados da safra têm sido os principais fatores para a obtenção desse resultado favorável”, avalia Aguiar, acrescentando que os dados são da Seagro e Conab.

Saiba mais

Elaborado pela Assessoria de Gestão Estratégica desde 1997, o Valor Bruto da Produção (VBP) é calculado com base na produção e nos preços de mercado das 20 maiores lavouras do Brasil. São elas: soja, cana-de-açúcar, uva, amendoim, milho, café, arroz, algodão, banana, batata-inglesa, cebola, feijão, fumo, mandioca, pimenta-do-reino, trigo, tomate, cacau, laranja e mamona. Para realizar o estudo, são utilizados dados do IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, da FGV - Fundação Getúlio Vargas e da Conab - Companhia Nacional de Abastecimento. (Fonte: MAPA)


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.