Touros da Conexão Delta G são destaques de desempenho em centrais

Pecuária

Touros da Conexão Delta G são destaques de desempenho em centrais

Animais das raças Hereford e Braford de associados da entidade conquistam o gosto dos produtores pelos seus resultados
Por:
53 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente
Obrigado por se cadastrar
  • Enviamos a você um email de boas vindas para ativação de seu cadastro.

Cada vez mais a exigência das centrais de inseminação por touros comprovados aumenta. Neste sentido os animais ofertados pelos associados da Conexão Delta G tem se destacado nas baterias das mais diversas empresas que disponibilizam genética aos compradores de sêmen. Atualmente são 26 exemplares disponibilizados das raças Hereford e Braford e que estão contribuindo para rebanhos comerciais em todo o país.

Conforme o presidente do Conselho Técnico da Conexão Delta G, Bernardo Pötter, todos os animais vem se destacando pelo alto desempenho. Ressalta que os animais são oriundos do programa Touro Jovem, realizado pela entidade e que se utiliza de rigorosos critérios de seleção. "Todos são animais comprovadamente melhoradores, superiores em avaliação genética. O produtor que precisa de animais para melhorar o rebanho tem nestes exemplares a indicação por serem animais provados com desempenho a campo", observa.

Pötter destaca também que todos os anos estão surgindo touros novos de associados da Conexão Delta G em centrais de inseminação por conta do teste de progênie realizado pela entidade. Reforça que a Conexão Delta G quando disponibiliza touros para as centrais de inseminação, são animais testados a pasto nos rebanhos de seus associados. "Vários destes touros também são touros superiores à média em resistência a carrapatos. O produtor quando comprar o sêmen deve procurar esta informação sobre a DEP de resistência à carrapatos", explica.

A Conexão Delta G segue um rigoroso processo de seleção, que leva em conta a avaliação de 21 características de real importância econômica. As etapas do programa de melhoramento genético da Conexão Delta G passam pelas identificação dos animais, manejo dos animais, coleta de dados, avaliações genéticas multi-raciais, seleção dos animais e planejamento dos acasalamentos.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink