Trabalhadores da Ultrafertil e Vale Fertilizantes não chegam a acordo salarial


Agronegócio

Trabalhadores da Ultrafertil e Vale Fertilizantes não chegam a acordo salarial

Sindicato alega que empresa se recusa a negociar
Por:
2281 acessos
Acordo coletivo de trabalhado relativo ao ano de 2011 ainda não o foi fechado com a unidade de Araucária. Sindicato alega que empresa se recusa a negociar


Os trabalhadores da empresa Ultrafertil, braço da Vale Fertilizantes em Araucária, na região metropolitana de Curitiba, continuam sem fechar o acordo salarial relativo ao ano de 2011. O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Petroquímicas do Estado do Paraná (Sindiquímica-PR) alega que a empresa não quer negociar as propostas apresentadas pelos trabalhadores e está coagindo os funcionários.


Segundo Paulo Roberto Fier, da secretaria de assuntos jurídicos e trabalhistas do sindicato, a empresa rejeitou todas as proposições feitas pelos trabalhadores e apresentou um acordo que prejudicaria os funcionários. A proposta, que previa a retirada de cláusulas históricas e modificações no plano de saúde, foi rejeitada em assembleia. Desde então, a empresa, diz o sindicato, teria se negado a seguir negociando.


Apesar da falta de acordo, Fier aponta a violência no ambiente de trabalho e a forma como estão sendo tratados como os principais problemas enfrentados pelos trabalhadores. Entre os problemas apresentados pelo sindicato estão a extensão indevida da jornada de trabalho dos funcionários, demissões e advertências, suspensão de licenças e trocas para parte dos trabalhadores, discriminação de diretores sindicais e o descumprimento de um Termo de Ajuste de Conduta (TAC).


A unidade paranaense é a única unidade da Vale Fertilizantes que não aceitou a proposta do acordo coletivo relativo a 2011. Segundo Fier, a proposta foi aceita em unidades que tinham acordos diferentes do que estava em vigência no Paraná.

Por meio de nota, a empresa informou que "a proposta da Vale Fertilizantes para celebração do acordo coletivo de trabalho 2011 / 2012 foi aprovada por todos os demais sindicatos que negociam com a empresa, com altos índices de favorabilidade". A empresa não mencionou se haverá novas rodadas de negociação com o sindicato do Paraná.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink