Transcocamar fecha o ano com faturamento 15% maior

Agronegócio

Transcocamar fecha o ano com faturamento 15% maior

A transportadora especializada em cargas agroindustriais faturou R$ 110 milhões em 2006
Por: -Redação
9 acessos

Apesar dos percalços enfrentados pelo setor de transporte de cargas, como redução de 8% do preço do frete, a Transcocamar fechou 2006 com faturamento 15% superior ao de 2005. A transportadora, especializada em cargas agroindustriais, com ênfase em açúcar, álcool, soja e citros, faturou R$ 110 milhões em 2006, contra R$ 95 milhões do exercício passado.

O bom desempenho, segundo o diretor Afonso Akioshi Shiozaki, deve-se ao volume de cargas, que aumentou 20% em relação ao ano anterior. E também ao crescimento das exportações de álcool e açúcar, principais produtos movimentados pela empresa nas oito filiais paulistas, quase todas sediadas em zonas de atividade sucroalcooleira.

Segundo Shiozaki, embora a transportadora tenha iniciado as atividades na área de grãos, em 1990, hoje, os produtos da cana tornaram-se seu carro-chefe. “Tanto que neste ano, as cargas de açúcar e álcool foram responsáveis por mais de 70% do nosso faturamento”, diz.

Competitiva

O diretor não deixa de destacar, ainda, que a competitividade tem sido fator fundamental na evolução da Transcocamar, que vem experimentando um crescimento médio de 12% ao ano. “Somos competitivos no mercado principalmente em função da pontualidade, já que nos portos temos prazos rigorosos para entrega, sob pena de complicar toda a logística de exportação do cliente”, afirma.

Na avaliação de Shiozaki, a pontualidade tem sido o diferencial que faz com que a transportadora conquiste a preferência da clientela. “Dificilmente atrasamos o frete, nem mesmo no pico de safra, quando movimentamos cerca de 600 cargas por dia”, conta.

Ele cita ainda o bom relacionamento com os parceiros encarregados do transporte. Atualmente, 95% da frota da Transcocamar é composta por terceiros, todos selecionados de forma criteriosa.

De acordo com Afonso Shiozaki, a empresa espera, ao longo de 2007, no mínimo repetir o índice de crescimento deste ano. Uma das diretrizes é passar a operar nos Estados do Centro Oeste, onde a produção sucroalcooleira e de grãos vem se expandindo ano a ano. As informações são da assessoria de imprensa da Cocamar.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink