Transgênicos não causam problemas de fertilidade
CME MILHO (DEZ/20) US$ 3,782 (-0,26%)
| Dólar (compra) R$ 5,23 (-0,18%)

Imagem: Pixabay

ESTUDO

Transgênicos não causam problemas de fertilidade

A revisão sistemática buscou avaliar os impactos potenciais das plantas OGM nos parâmetros do esperma
Por: -Leonardo Gottems
296 acessos

Cientistas iranianos da Shiraz University of Medical Sciences conduziram uma revisão sistemática da literatura científica publicada para determinar os impactos potenciais de safras geneticamente modificadas (OGM), especialmente das transgênicas, nas taxas de infertilidade. Com base na literatura disponível online, os revisores concluíram que as culturas transgênicas não causam infertilidade. 

A revisão sistemática buscou avaliar os impactos potenciais das plantas OGM nos parâmetros do esperma, incluindo a cabeça do esperma, a motilidade do esperma, a anormalidade do esperma e o índice de fertilidade. Um total de 1.467 publicações online não duplicadas, escritas em inglês, foram selecionadas e revisadas de forma independente por três investigadores. 

Após a seleção dos resumos e revisões do texto completo, 39 publicações relevantes foram identificadas e sete foram avaliadas posteriormente. A lista de verificação STROBE foi usada para avaliar a qualidade dos estudos. Nenhum estudo foi excluído devido à avaliação de qualidade. 

Com base na revisão sistemática da literatura, verificou- se que os produtos OGM não tiveram efeitos adversos nos índices de infertilidade, bem como nos índices de fertilidade (como cabeça do esperma, motilidade do esperma, anormalidade do esperma e taxas de fertilidade). Os autores recomendaram que pesquisas de longo prazo sejam necessárias para estabelecer os resultados de sua revisão. 

“Com o aumento do crescimento das lavouras geneticamente modificadas (OGM), aumentaram as preocupações com os efeitos adversos das lavouras OGM na comunidade. A presente revisão sistemática busca avaliar os impactos potenciais das plantas GM sobre os parâmetros do esperma, incluindo cabeça do esperma, motilidade do esperma, anormalidade do esperma e índice de fertilidade”, indicou o resumo do artigo.  


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink