Tratamento de sementes é importante ferramenta no manejo de pragas
CI
Agronegócio

Tratamento de sementes é importante ferramenta no manejo de pragas

Tecnologia traz benefícios tanto para o milho convencional quanto para híbrido GM
Por: -Janice

Tecnologia traz benefícios tanto para o milho convencional quanto para híbrido geneticamente modificado

Segundo relatório da ISAAA (sigla em inglês para Serviço Internacional para Aquisição de Aplicações em Agrobiotecnologia), órgão internacional que acompanha a adoção de produtos transgênicos, a área de milho Bt no Brasil cresceu, em 2009, 3,7 milhões de hectares, o equivalente a um aumento de 400% em relação a 2008. Para o Conselho de Informações sobre Biotecnologia (CIB), a tecnologia deve ser adotada em mais da metade de milho safrinha este ano, e deve ficar ser usada entre 60% e 70% das plantações em 2011.

“A tecnologia Bt protege a cultura do milho de danos causados pelos insetos-praga como a broca-do-colmo, a lagarta-da-espiga e a lagarta do cartucho. É uma tecnologia muito importante, mas que deve ser vista como uma ferramenta a mais de manejo, e não como a solução definitiva para o controle destas pragas. A adoção de outras técnicas, como o monitoramento da população de insetos e o tratamento de sementes continuam a ser fundamentais”, afirma o agrônomo e pesquisador Aroldo Marochi.

A realização do tratamento de sementes está cada vez mais frequente entre os produtores, que estão mais conscientes sobre a importância desta prática. “Tanto no milho convencional quanto no Bt o tratamento de sementes é uma etapa muito importante, pois protege a fase inicial da lavoura do ataque de várias espécies de insetos-praga e também dos nematoides. Com isso, o arranque inicial ocorre de forma mais vigorosa, além de assegurar o estande, o que consequentemente manterá potencial produtivo da lavoura”, diz Mariel Augusto Alves, gerente da cultura Milho para a região Sul da Bayer CropScience.

“As perdas de produtividade na cultura do milho ocasionada por algumas dessas pragas iniciais, principalmente na região Sul, pode chegar índices elevados. Para todas elas – sejam sugadoras (percevejos), mastigadoras (lagartas), de solo (corós e larva alfinete) – o tratamento de sementes é uma ferramenta preventiva efetiva, que em parceria com outras técnicas de manejo deve ser aplicado tanto nos híbridos convencionais quanto nos transgênicas”, reforça Marochi.

Para auxiliar o produtor de milho a proteger a lavoura, a Bayer CropScience desenvolveu CropStar, inseticida de uso exclusivo para tratamento de sementes cujo grande diferencial é o controle conjunto de pragas sugadoras, mastigadoras (lagartas) e nematoides.

“Desde 2006 o CropStar está disponível para a cultura do milho, e devido aos ótimos resultados o produto recebeu recentemente registro para extensão de uso para outras dez culturas. O produtor de milho sabe que esta é uma cultura diferenciada, na qual são cultivadas menos plantas do que em outros cultivos, como soja, por exemplo. Por isso, cada pé de milho perdido traz grande prejuízo ao agricultor. Daí a importância de se investir no tratamento de sementes adequado para proteção do complexo de pragas iniciais, garantir o estande, o arranque inicial e o vigor, inclusive em milho Bt”, finaliza Alves.

Sobre CropStar

Devido às suas propriedades físico-químicas, CropStar tem estabilidade em diferentes condições climáticas, sendo absorvido e translocado rapidamente, protegendo a planta no momento mais crítico. Como apresenta amplo espectro de controle, protege a fase inicial da lavoura do ataque de várias espécies de insetos-praga e também dos nematoides.

A formulação de CropStar é de última geração, proporcionando uniformidade de distribuição e excelente aderência às sementes, sem formação de pó no processo de tratamento, nas sacarias de sementes e na semeadura. A secagem da semente após o tratamento é muito rápida, mantendo o vigor e poder germinativo.

O produto confere maior período de proteção e, em virtude da sua modalidade de aplicação, tem seletividade ecológica para os inimigos naturais. Áreas tratadas com CropStar resultam em plantas vigorosas, com estande normal, uniformes e com potencial produtivo, tanto por seu desempenho como inseticida-nematicida quanto pelos benefícios proporcionados pela Força Anti-Stress (FAS), que influencia de forma positiva a fisiologia da planta, melhorando a circulação, distribuição e absorção dos nutrientes necessários para seu desenvolvimento completo. As informações são de assessoria de imprensa.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.