Mercado

Trigo sobe forte com clima preocupante

Vencimento de Julho subiu 12,75 pontos em Chicago
Por: -Leonardo Gottems
448 acessos

As cotações do trigo nos principais mercados futuros ao redor do mundo voltaram a fechar em forte alta nesta quinta-feira (16.06). O vencimento de Julho subiu 12,75 pontos em Chicago, enquanto Dezembro registrou alta de 13,50 – máxima dos últimos quatro meses.

De acordo com a Consultoria Trigo & Farinhas, os fundos de investimento finalmente voltaram a comprar pesado diante da constatação de danos climáticos nos Estados Unidos e em diversos outros países produtores. Os futuros do trigo soft de Chicago subiram mais do que os futuros do trigo de primavera de Minneapolis.

Os ganhos ultrapassaram 0,8% nas cotações do trigo de primavera em Minneapolis com preocupações sobre as regiões ao norte das Planícies, que são o epicentro das preocupações sobre o impacto da seca nos dois Dakotas, do Norte e do Sul. “O desempenho de Chicago, cujo trigo soft está sendo colhido no Meio Oeste e não está sofrendo perigo climático tão grande, foi visto como uma evidência de que os especuladores estão usando o contrato como meio de obter exposição a uma recuperação mais ampla dos preços do trigo”, aponta a T&F.

“Toda esta evolução está provocando uma dúvida nos Fundos: investir em ações ou em commodities? Depois das vendas do dia anterior, os Fundos finalmente voltaram a ser altistas, baseados nos problemas do trigo de primavera, negociado em Minneapolis. Mas, o fato de haverem comprado contratos em Chicago é uma indicação de que talvez alguns dos Fundos tenham começado a comprar não apenas o boato, mas também o fato, simplesmente porque Chicago tem o contrato de trigo mais líquido do mundo e é tão favorecido pelos especuladores. Isto também pode significar um aspecto do fluxo do dinheiro, com os investidores saindo do mercado de ações e colocando nas commodities, por detectarem uma tendência bem conhecida de efeitos da seca exatamente neste momento”, comenta o analista sênior da T&F, Luiz Carlos Pacheco.

As compras foram encorajadas também pelas preocupações com o clima sobre as safras da União Europeia e na Ucrânia. A empresa de meteorologia MDA declarou que a seca deverá continuar a estressar o trigo nas regiões do centro e do leste da Ucrânia nos próximos dias. Enquanto nos próximos 6-10 dias as chuvas no oeste da Ucrânia deverão melhorar um pouco a umidade do solo para o desenvolvimento do trigo, uma forte seca deverá ser notada no sul da Bielorrússia, no centro e no leste da Ucrânia e no sul da região central e no centro do Norte do Cáucaso, na Rússia.

Veja também

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink