Triunfo constrói usina no Triângulo Mineiro


Agronegócio

Triunfo constrói usina no Triângulo Mineiro

Por:
68 acessos

O Grupo Triunfo, de Alagoas, anunciou ontem na sede da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), em Belo Horizonte, que fará investimentos da ordem de R$ 110 milhões, em duas etapas, para a instalação de uma nova unidade de produção de álcool e açúcar que será implantada em Santa Juliana, no Triângulo Mineiro. A usina terá uma capacidade total para a produção de 2,5 milhões de toneladas de cana-de-açúcar, em 2005, quando então se completam os investimentos da empresa sucroalcooleira.

Inicialmente, a usina vai processar de 800 mil toneladas de cana-de-açúcar por ano, somente para a produção de álcool. "O interesse da empresa em se instalar em Minas Gerais é pelo fato de que, com as características das terras e do clima do Triângulo, a produtividade será bem maior do que a obtida na Região Nordeste", afirmou o diretor da Triunfo, Givago Tenório. O empresário, porém, não informou a diferença de produtividade entre uma e outra região.

Quatro estados

As empresas da família Tenório, com sete companhias no total e atuação no Pará, Bahia, Pernambuco e Alagoas, além de Minas Gerais, em atividades que vão desde de usinas de açúcar e álcool até telecomunicações, além de indústrias de alimentos, faturaram R$ 300 milhões em 2002 e possuem mais de 5 mil empregados distribuídos pelos quatro estados.

De acordo com Givago Tenório, a unidade sucroalcooleira começa já no próximo mês a distribuir sementes de cana-de-açúcar para os fornecedores e, em 2004, começa a produzir o álcool.

Numa segunda fase, até 2005, a Triunfo estará fabricando também o açúcar em Minas Gerais. Os investimentos de R$ 100 milhões, assim, serão aplicados, em duas etapas, R$ 60 milhões este ano e outros R$ 40 milhões até 2005. O presidente do Sindicato do Açúcar e do Álcool de Minas Gerais, Luiz Custódio Cotta Martins, disse ontem que Minas Gerais receberá investimentos de US$ 212 milhões até 2007, a maioria de empresas nordestinas que estão se instalando no estado. Segundo o empresário, com esses investimentos, Minas Gerais, que atualmente é o quarto produtor brasileiro de cana-de-açúcar, respondendo por 4,8% da produção nacional, poderá se tornar auto-suficiente.

Demanda interna

Atualmente, os produtores de Minas Gerais importam aproximadamente 50% da demanda interna de açúcar e de álcool, embora na última safra tenha produzido um volume de açúcar superior ao da demanda interna, mas que em grande parte foi escoado para atender os contratos de exportação firmados anteriormente.

A região do Triângulo Mineiro, que nos últimos anos vem acolhendo os empresários de Alagoas, foi a grande responsável pela expansão verificada, respondendo atualmente por 65% da cana-de-açúcar esmagada no estado.

Belo Horizonte - MG


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink