Agronegócio

Troca de sementes no RS depende de repasse

O fim do impasse que paralisa o Programa Troca-Troca depende do repasse do governo federal
Por: -Redação
1 acessos

O fim do impasse que paralisa o Programa Troca-Troca depende do repasse do governo federal de recursos relativos a perdas com a Lei Kandir. A falta de uma contraproposta do governo gaúcho sobre os débitos com as sementeiras provocou a suspensão nessa terça-feira (26-12) da reunião entre a Secretaria da Agricultura e as empresas. As indústrias condicionam o fornecimento de sementes ao acerto da dívida de R$ 8,2 milhões. O Estado propôs pagar 25% do total. Estamos trabalhando na expectativa de apresentar uma proposta até quinta-feira, disse o secretário da Agricultura, Quintiliano Vieira.

O cenário levou produtores a desistir da espera. Em Santa Rosa e Tupandi, agricultores estão comprando direto das empresas, com vencimento em maio de 2007. O problema é que o valor de mercado da saca varia de R$ 75,00 a 100,00. O preço para o governo era de R$ 71,00, mas com o subsídio do Troca-Troca, o milho chegava a R$ 51,00. A situação preocupa a Fetag, que negociará preço com as empresas se não houver solução até amanhã. Vamos aguardar. Milagres, às vezes, acontecem, disse o diretor da Fetag, Elton Weber. Por ironia, foi publicada no Diário Oficial resolução no7 que autoriza financiamento de 69,14 mil sacas para o Troca-Troca.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink