UE aprova larvas para consumo humano
CI
Imagem: Pixabay
MUNDO

UE aprova larvas para consumo humano

Esse é o primeiro inseto a receber uma avaliação de segurança positiva
Por: -Leonardo Gottems

A Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos (EFSA) anunciou sua aprovação de larvas de farinha para consumo humano. A decisão abre o portal para a crescente indústria de startups em torno da proteína de inseto entrar em um novo mercado. 

Nesse cenário, a EFSA conduziu uma avaliação de segurança para determinar se existem riscos associados ao fato de as pessoas comerem larvas de farinha. A avaliação favorável ainda precisa ser confirmada pela Direção-Geral de Saúde da Comissão Europeia, que dará a autorização final para a aprovação do mercado na UE. 

No entanto, isso faz das larvas de farinha o primeiro inseto a receber uma avaliação de segurança positiva para consumo humano no mundo, de acordo com a startup francesa de insetos Ÿnsect - embora a decisão da EFSA não torne necessariamente a UE um pioneiro. “Nos países asiáticos, as pessoas já comem insetos, mas não estão sob um tipo de regulamento de 'comida nova'”, disse o CEO da Insect, Antoine Hubert, à AFN. 

A Cricket One do Vietnã, por exemplo, está fazendo hambúrgueres com grilos, que cria e cria usando tecnologias “altamente autônomas” e focadas na eficiência. Fechou um financiamento pré-Série A em novembro de 2020. 

Embora os clientes de outras partes do mundo possam não estar particularmente entusiasmados com a ideia de comer insetos, o ingrediente ganhou muita força no mercado de rações para gado e animais de estimação. Promovendo a capacidade de produzir proteína com mais eficiência com menos recursos e menos área plantada, alguns veem as criaturas minúsculas como tendo um papel muito grande nas necessidades futuras de proteína do mundo. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink