UE concentra exportações de carne bovina brasileira

Agronegócio

UE concentra exportações de carne bovina brasileira

A União Européia é a maior compradora de carne bovina brasileira, com participação de 24% em volume e 35% em receita
Por:
368 acessos

A União Européia (UE) é a maior compradora de carne bovina brasileira, com participação de 24% em volume e 35% em receita do exportado pelo Brasil. Esses números dizem respeito aos primeiros nove meses de 2007. Entretanto, desde a ocorrência da febre aftosa em 2005 a UE mantém embargos à carne de alguns Estados brasileiros, como Mato Grosso do Sul e São Paulo.

Analisando as exportações de carne bovina in natura, em 2005 as exportações para a UE eram provenientes de 13 Estados e, em 2007, foram 11 os Estados que exportaram para o Bloco, com concentração entre os principais. Apesar do embargo à carne bovina in natura de São Paulo, parte expressiva da exportação continua saindo por São Paulo. Existe, no Estado, um grande número de entrepostos frigorificados e, o maior porto marítimo do País é paulista. A carne só não pode ter sido produzida em São Paulo.

Apesar disso, São Paulo perdeu participação no faturamento com as exportações para a UE, uma perda de participação de 59,6% para 22,9%. Os Estados mais favorecidos foram Goiás e Minas Gerais, que aumentaram expressivamente suas participações. Antes dos embargos, esses quatro Estados (SP, GO, MT e MG) respondiam por 79,1% da exportação para o bloco. Atualmente respondem por 95,4%. As informações são da Scot Consultoria.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink