UE pedirá certificação contra milho ilegal de farinha americana

Agronegócio

UE pedirá certificação contra milho ilegal de farinha americana

Os especialistas da UE apoiaram a idéia de que seja exigido um sistema de certificação para a farinha de milho
Por:
1 acessos

Os especialistas da UE apoiaram nesta sexta-feira (15-04) a idéia de que seja exigido um sistema de certificação para a farinha de glúten de milho produzida nos Estados Unidos (EUA) como medida de emergência para evitar a entrada do milho ilegal transgênico "bt 10".

O Comitê da Cadeia Alimentar da UE decidiu que os carregamentos de farinha de glúten de milho dos EUA e de álcoois utilizados nas rações incluam um certificado "livre de milho bt 10".

A UE reage assim à entrada de mil toneladas desse Organismo Geneticamente Modificado (OGM) proibido, que entre 2001 e 2004 chegaram a países como Espanha e França para pesquisa.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink