Uma nova safra, uma nova esperança

Agronegócio

Uma nova safra, uma nova esperança

O setor agropecuário catarinense e brasileiro começa a se preparar para uma nova jornada
Por:
354 acessos
O setor agropecuário catarinense e brasileiro começa a se preparar para uma nova jornada. Agosto e setembro é época dos preparativos para o plantio da próxima safra de verão, a mais importante em nosso estado. Quais são as expectativas e perspectivas para esse ano? Bem: há diversos fatores a considerar. Se for analisado pelo ponto de vista dos custos para formação da lavoura, pode se dizer que a esperança é positiva. Os insumos agrícolas caíram de preços, diferentemente do que ocorreu no ano passado. A necessidade de recursos para fazer a lavoura, certamente será bem menor e o anúncio feito pelo governo federal de ampliação da oferta de financiamento, poderá até nem ser todo utilizado.

No que diz respeito à valorização da produção, a expectativa é duvidosa. Os preços dos grãos estão em baixa, se comparado com o comportamento do ano passado. Hoje quando conversamos com técnicos das cooperativas que atuam diretamente no meio rural, eles observam que os agricultores estão mais cautelosos com a intenção de plantio do milho, e um pouco mais esperançosos com a lavoura de soja. É reflexo dos preços atuais. Infelizmente, nosso agricultor ainda age com intenção imediatista. Troca de cultura de acordo com os preços. É natural essa reação, entretanto, não pode se afirmar que é salutar. Ampliando áreas em uma cultura em detrimento de outra, poderá forçar que essa considerada melhor pode ser a pior na época da colheita. Então a insegurança sobre resultados econômicos, continua presente.
 
É bem verdade que há um certo otimismo no setor, em que pese a crise na suinocultura estar atingindo diretamente o produtor. As opiniões são generalizadas de que o setor de suínos atravessa a pior das crises já enfrentadas. Nesse momento, além dos suinocultores, também as empresas agroindustrias e cooperativas amargam prejuízos.
 
O sistema atual de integração, penaliza também as agroindústrias que bancam com a engor da ou terminação e o mercado não absorve as carnes. Então é irreal dizer que apenas os suinocultores estão perdendo dinheiro. Está sendo atingida toda a cadeia produtiva. O que se espera, é que isso se reverta, e que pelo menos o plantio da safra seja positivo e possa salvar o agricultor da crise econômica. O que não se pode perder de vista é o uso de tecnologia, e eficiência nas propriedades e o aumento da produtividade, seja em qual for a atividade rural. Produtividade se consegue com maior tecnologia, por essa razão ela não pode ser reduzida. Pense nisso.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink