Unemat ofertará cursos de Direito e Agronomia em cidade do Nortão

Agronegócio

Unemat ofertará cursos de Direito e Agronomia em cidade do Nortão

Este será o primeiro curso presencial de nível superior da cidade, que tem aproximadamente 12 mil habitantes
Por:
1273 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente
Obrigado por se cadastrar
  • Enviamos a você um email de boas vindas para ativação de seu cadastro.

Este será o primeiro curso presencial de nível superior da cidade, que tem aproximadamente 12 mil habitantes

A Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) lançou, no último sábado, em Marcelândia (210 quilômetros de Sinop), uma unidade pedagógica que vai ofertar os cursos de Direito e Agronomia para atender a demanda regional. "O sonho de uma universidade pública aqui em Marcelândia e região é realizado em um momento de crise e dificuldade. Graças a participação de cada um, com sua contribuição estamos vivendo esse momento", afirmou o vice-governador Carlos Fávaro, se referindo ao empenho da prefeitura e do governo no novo modelo de parceria que possibilitou a abertura do cursos.

Conforme Fávaro, vários fatores possibilitaram este momento. O primeiro deles foi a aprovação pela Assembleia Legislativa de um orçamento para a Unemat que tornou viável essa ampliação. Citou também a determinação do governador Pedro Taques por meio da Casa Civil, e do prefeito de Marcelândia e toda a população que recebeu de braços abertos essa oportunidade. 

Além da abertura dos cursos, o governo firmou o compromisso de construir mais um bloco da Unemat de Alta Floresta, com dez salas, para melhor atender a região. Este será o primeiro curso presencial de nível superior da cidade, que tem aproximadamente 12 mil habitantes. Serão 50 vagas para cada habilitação, e as inscrições terão início, hoje, pelo site da Unemat. As aulas estão previstas para começar em março de 2017. Conforme a reitora da Unemat, Ana Maria Di Renzo, está sendo cumprida a missão da universidade de ajudar as pessoas a terem o direito de estudar, e cumprir com o seu papel de descentralização.

Atualmente a Unemat está em 60 municípios,  e tem cerca de 20 mil alunos em Mato Grosso. "A minha alegria de estar aqui e ver esse sonho ser realizado é tão grande quanto a dos cidadãos de Marcelandia.  Educação não é aquilo que retorna imediatamente, mas é uma semente que retorna para a sociedade".  Para o prefeito de Marcelândia, Arnóbio Vieira de Andrade, o anúncio se dá com a sensação de dever cumprido. Ele afirma que há mais de dois anos o município tenta oferecer cursos da universidade estadual. "Contraídos um compromisso de um milhão de reais para ser pago ao longo de cinco anos para trazer esse incentivo à nossa educação", explica o prefeito sobre o investimento municipal que deve custear por 200 mil reais ao ano os professores e a infraestrutura dos cursos. 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink