Unica avalia que canaviais sofreram com seca
CI
Imagem: Pixabay
DANOS

Unica avalia que canaviais sofreram com seca

Como consequência, a próxima safra será menor
Por:

 Os canaviais do centro-sul do Brasil sofreram com a seca que atingiu a principal região produtora do país em 2020, e a próxima safra (2021/22) será menor como consequência, assim como a produção de açúcar cairá do recorde alcançado no ciclo atual, afirmaram dirigentes da União da Indústria de Cana-de-açúcar (Unica) nesta terça-feira a jornalistas.

Segundo o diretor técnico da Unica, Antonio de Padua Rodrigues, o volume de produção de açúcar e etanol vai depender da disponibilidade de cana e da qualidade da matéria-prima.

Ele avaliou que, partindo de uma premissa de redução da oferta e da qualidade, “a produção de açúcar deve ser reduzida de forma significativa”.

“Haverá sim redução da produção de açúcar e não necessariamente vai haver na mesma magnitude em etanol, uma vez que etanol de milho continua em expansão”, disse Padua.

Antes mesmo da finalização da safra, a produção de açúcar do centro-sul já atingiu um recorde histórico, conforme dados da Unica divulgados na semana passada, beneficiada pelo tempo seco, que ajudou na concentração de açúcares na cana, além de um aumento na produtividade agrícola.

Mesmo com uma redução na produção de açúcar, Padua disse que o Brasil continuará tendo participação preponderante no mercado global, uma vez que boa parte do setor já fixou muitas vendas antecipadas para próxima safra e também para a de 2022/23.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink