Unicamp apresenta projeto para Brasil ser potência do álcool
CI
Agronegócio

Unicamp apresenta projeto para Brasil ser potência do álcool

Projeto levaria o Brasil a produzir 10% de todo o etanol consumido no mundo
Por:

O professor emérito da Unicamp (Universidade de Campinas), Rogério César Cerqueira Leite, apresentou nessa sexta-feira (09-02) um projeto que elabora para o governo federal e que levaria o Brasil a produzir 10% de todo o etanol consumido no mundo. A apresentação foi feita na Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) para o Conselho de Tecnologia e Competitividade.

Segundo Leite, a meta poderia ser alcançada em 2025 e dependeria de R$ 20 bilhões de investimentos ao longo dos primeiros cinco anos. Depois deste período, os investimentos seriam reduzidos gradativamente até que a atividade obtivesse retorno, o que seria possível por volta de 2017.

O investimentos seriam feitos pelas usinas produtoras de etanol e parte pelo governo federal, por meio de financiamento do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

A produção para a exportação subiria do atuais 2,8 bilhões de litros por ano para 200 bilhões. No total, o Brasil produz, atualmente, cerca de 17 bilhões de litros de etanol por ano.

Para dar conta de abastecer 10% da demanda mundial, o Brasil teria de aumentar de 5,6 milhões para 30 milhões de hectares plantados de cana-de-açúcar. A expansão, segundo Leite, não seria feita em florestas ou áreas agrícolas.

Segundo Leite, o processo de produção será mecânico e o cultivo da cana deverá ser expandido, principalmente, nas regiões Centro-Sul, Norte e Nordeste do país. O projeto, segundo Leite, está em elaboração há dois anos e é acompanhado pelo Ministério de Ciência e Tecnologia.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink