Unidade da Cesa de Passo Fundo terá nova licitação em fevereiro
CI
Agronegócio

Unidade da Cesa de Passo Fundo terá nova licitação em fevereiro

Unidade a ser vendida foi avaliada em R$ 15 milhões
Por:
Unidade a ser vendida foi avaliada em R$ 15 milhões
A unidade da Cesa, localizada em Passo Fundo, que espera nova licitação para sua venda, foi vistoriada nessa quarta-feira (18) pelo secretário da Agricultura, Pecuária e Agronegócio, Luiz Fernando Mainardi. O local, que abriga hoje 180 toneladas de aveia de uma empresa privada e 800 toneladas do mesmo produto pertencentes à Conab, tem capacidade, para 10 mil toneladas, sendo considerada uma unidade pequena. "Essa venda faz parte do projeto de reestruturação da Cesa, para aumento de sua receita e redução da despesa", disse o secretário.

Na semana passada, foi realizada a primeira licitação da unidade, mas não apareceram compradores. "Vamos abrir novo processo de licitação, a partir da publicação de novo edital na semana que vem, para que dentro de um mês seja possível realizar nova licitação", disse o presidente da Cesa, Jerônimo Oliveira Júnior.

De uma capacidade total de armazenagem de 600 mil toneladas, a Cesa tem operado com apenas 40% desse montante. A intenção é que, até abril, haja uma decisão por parte do Governo do Estado sobre o que fazer com a companhia. "Até lá, vamos decidir se reformamos, ampliamos, arrendamos os armazéns para a iniciativa privada. Tudo é possível", disse Mainardi.

De acordo com o secretário, a Cesa não poderia ser vendida em função do grande número de ações trabalhistas que a companhia possui. "O que podemos e vamos vender são cinco unidades pequenas, como essa de Passo Fundo e com esse recurso devemos saldar parte das dívidas." Também existe a possibilidade de negociar mais espaços de armazenagem com a Conab.

Os armazéns de Passo Fundo tem mais de 55 anos de construção, estando completamente sucateados. "Em 2005, uma das células de armazenagem repleta de trigo explodiu, por falta de manutenção", lembrou Oliveira Júnior. A unidade a ser vendida foi avaliada em R$ 15 milhões.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.