Uruguai: Syngenta lança Acuron Uno, herbicida com novo princípio ativo

Agronegócio

Uruguai: Syngenta lança Acuron Uno, herbicida com novo princípio ativo

Controle de gramíneas e plantas daninhas de folha larga no milho
Por: -Leonardo Gottems
12034 acessos

A Syngenta apresentou no Uruguai o Acuron Uno, um herbicida desenvolvido a partir de um novo princípio ativo para o controle de gramíneas e plantas daninhas de folha larga no milho, tanto no vazio sanitário como na etapa de pré-emergência do cultivo. Além disso, o novo produto controla invasoras como o capim-amargoso, o capim-arroz, a Conyza, Amaranthus, Chloris, Eleusine, entre outras.

O Acutron Uno está formulado à base de Bicyclopyrone – pertence à família química das triquetonas – e exerce sua ação inibindo a enzima HPPD e interferindo na síntese de carotenóides. A inibição de tais compostos leva a destruição da clorofila, de maneira que o albinismo nas daninhas tratadas é o primeiro sintoma prévio à sua morte.

Segundo Jose Inciarte, responsável de Marketing da Syngenta Uruguay, Acuron Uno representa um inovador padrão no controle de daninhas difíceis no milho: “A nova molécula supera em grande medida às melhores alternativas disponíveis no mercado. Há um amplo espectro de controle e uma eficácia superior no control de gramíneas, na Conyza e o Yuyo colorado (Amaranthus quitensis),” sustentou.

Raul Moreno, gerente de Investigação em Herbicidas da Syngenta para América Latina Sul apresentou as características deste novo produto. “Se trata de uma nova molécula com um grande poder de controle, amplo espectro e uma residualidade maior ao que temos hoje no mercado. Sua ação diferente ajuda a prevenir a geração da resistência, ao que a converte em um produto sumamente completo,” completou.

“O uso de herbicidas pré-emergentes e se justifica pelo efeito negativo das ervas sobre o rendimento do milho, em especial em etapas precoces”, afirmou Moreno. “A competição, com a consequente perda do rendimento, pode começar muito cedo, antes da V2 (duas folhas expandidas) e estender-se até o V8 (oito folhas expandidas). Portanto, o uso de herbicidas pré-emergentes com alto poder residual como Acuron Uno previnem a perda de produtividade por competição precoce”, acrescentou.

Por outro lado, Nicolás Faggi, responsável de Investigação e Desenvolvimento da Syngenta Uruguay, apresentou dados de ensaios realizados nos últimos três anos com esse produto: “Se realizaram dezenas de ensaios em diferentes localidades, anos, condições climáticas e tipos de solo. O Acuron Uno apresentou sempre o melhor controle e maior residualidade. Isso demonstra a consistência de um produto que tem sempre um grande desempenho, ainda em situação muito diferentes”, apontou. Nesse sentido, qualificou como “uma excelente alternativa a atrazina, mas com um controle de gramíneas muito superior. É ainda um produto que não requer receita para seu uso”.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink