USDA: Milho abaixo do esperado, mais ainda otimista
CI
Agronegócio

USDA: Milho abaixo do esperado, mais ainda otimista

Para João Kopp, número é reflexo da maior fabricação de etanol
Por: -Leonardo Gottems

O estoque de milho norteamericano divulgado nesta quarta-feira (10.04) pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos ficou abaixo do esperado pelo mercado. O USDA calculou as reservas em 757 milhões de bushels, cerca de 6,8% menos que a média prevista pelos analistas, de 812 milhões milhões de bushels.

Segundo o consultor João Carlos Kopp, da JC.Kopp Consult, o número é resultado de um aumento do uso de milho para a fabricação de etanol, em contraponto com uma diminuição do número de exportação, além de leve queda no uso para alimentação animal. “Mas esta queda frente ao que era esperado é bastante ‘altista’”, avalia Kopp.
 
Já os estoques mundiais subiram para 125,29 MMT – acima dos esperados 119,10 MMT.
“Parte desta alta veio com o aumento da produção projetada para o Brasil em 74 MMT, incremento de 1,5 MMT”, explica o consultor.
 
“Uma questão que observamos nesta última semana é que as recentes quedas nos preços do milho estimularam em muito a demanda interna dos EUA, que deverá manter um viés ‘altista’ para este mercado e consecutivamente deve trazer suporte ao preço do grão no Brasil”, projeta o especialista.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.