USDA não surpreende e commodities têm forte queda

Agronegócio

USDA não surpreende e commodities têm forte queda

No caso do milho, o órgão reduziu sua projeção para a produção global em 2006/07
Por: -Fernando Lopes
1 acessos
Como ponderaram analistas, é verdade que o relatório de oferta e demanda de grãos divulgado ontem (09-11) pelo Departamento de Agricultura dos EUA (USDA) em geral apenas confirmou tendências e expectativas. Mas também é verdade, e os mesmos analistas concordam, que alguns números divulgados merecem destaque pelo apelo estatístico que embutem.


No caso do milho, o grão mais cultivado do mundo, o órgão reduziu sua projeção para a produção global na safra 2006/07 das 689,14 milhões de toneladas estimadas em outubro para 688,73 milhões. Uma queda restrita, não fosse o tombo projetado para a oferta dos EUA, que na mesma comparação caiu de 277 milhões para 272,93 milhões de toneladas. "Que haveria uma redução era consenso, mas o número veio abaixo do esperado", afirmou Paulo Molinari, da Safras&Mercado.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink