CI

USDA revisa números para a soja e milho

O Brasil se mantém como o maior produtor de soja


A produção mundial de milho é estimada em 1,220,54 bilhão de tonelada A produção mundial de milho é estimada em 1,220,54 bilhão de tonelada - Foto: Canva

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) divulgou recentemente seu novo relatório de oferta e demanda, fornecendo uma visão abrangente sobre a produção, estoques e exportações globais de soja e milho. As informações destacam as tendências atuais e as projeções para os principais países produtores, incluindo os EUA, Brasil e Argentina.

A produção global de soja está projetada em 422,26 milhões de toneladas, com estoques finais de 127,90 milhões de toneladas. Nos Estados Unidos, a produção de soja foi estimada em 121,11 milhões de toneladas. Os estoques finais são projetados em 12,28 milhões de toneladas, enquanto as exportações devem atingir 49,67 milhões de toneladas. 

O Brasil se mantém como o maior produtor de soja, com uma produção prevista de 169 milhões de toneladas. Os estoques finais no país são estimados em 36,62 milhões de toneladas, consolidando sua posição de destaque no mercado global. A produção de soja na Argentina está projetada em 51 milhões de toneladas, com estoques finais de 29,55 milhões de toneladas. A capacidade de estoque significativa indica uma estratégia de mercado focada em manter uma oferta constante ao longo do ano.

A produção mundial de milho é estimada em 1,220,54 bilhão de toneladas, com estoques finais de 310,77 milhões de toneladas. Nos Estados Unidos, a produção de milho está projetada em 377,46 milhões de toneladas, com estoques finais de 53,39 milhões de toneladas. As exportações são estimadas em 55,88 milhões de toneladas, destacando a importância dos EUA no fornecimento global de milho.

 O Brasil tem uma produção estimada de 127 milhões de toneladas de milho, com estoques finais de 2,84 milhões de toneladas. As exportações brasileiras de milho estão previstas em 49 milhões de toneladas, reforçando sua posição como um dos principais exportadores mundiais. Na Argentina, a produção de milho está projetada em 51 milhões de toneladas, com estoques finais de 1,74 milhões de toneladas.
 

Assine a nossa newsletter e receba nossas notícias e informações direto no seu email

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.