Usina Pindorama aposta na produção de etanol

Etanol

Usina Pindorama aposta na produção de etanol

Usina Pindorama postou num ciclo mais alcooleiro
Por:
72 acessos

De olho no mercado, a Usina Pindorama, que encerrou a safra 18/19 no dia 2 de março, apostou num ciclo mais alcooleiro. Em produtos, Pindorama produziu 855 mil sacos de açúcar de 50 quilos (sendo 90% cristal e 10% VHP) e 50,1 milhões de litros de álcool. A explicação, aponta o presidente da Cooperativa Pindorama, Klécio Santos, foi a liquidez melhor no mercado para o etanol. "Produzimos mais etanol ao invés do açúcar VHP, que remunera menor. Fizemos uma proporção de 40% de açúcar para 60% de etanol. Com a medida do governo, o imposto foi reduzido, o etanol hidratado teve uma liquidez maior", atenta. 

Ele explica que o que o Governo do Estado fez com o decreto foi criar o crédito presumido, que consegue equiparar os impostos: "o crédito presumido é utilizado para pagar o impostos", esclarece Klécio. 

A escolha de uma safra mais alcooleira veio da demanda do mercado alagoano. "Alagoas é um estado muito pequeno e não consome todo açúcar. O decreto impacta menos no caso do açúcar. Já com etanol, o impacto é maior, tanto para fora quanto para dentro do estado. Mas continua sendo interessante, cada empresa faz seu balanço", destaca Santos. 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink