CI

Uso de clones de eucalipto para biomassa

O orçamento aprovado para o novo projeto é de R$ 2,4 milhões


Foto: Pixabay

O Conselho Gestor do Desenvolve Floresta do Estado de Mato Grosso deu sinal verde para o financiamento de um projeto de pesquisa liderado pela Embrapa Agrossilvipastoril e Associação dos Reflorestadores de Mato Grosso (Arefloresta) para avaliar clones de eucalipto.

Segundo informações divulgadas pela Embrapa, o projeto irá avaliar 60 clones de eucalipto desenvolvidos pela instituição, com o intuito de atender à crescente demanda por madeira destinada à produção de energia. O foco é recomendar materiais mais adaptados e produtivos às condições climáticas e do solo do estado, buscando diminuir os riscos na atividade florestal.

Os experimentos serão implantados em cinco regiões distintas de Mato Grosso, onde os clones serão avaliados em parcelas de 100 plantas (10x10). Os Testes Clonais Ampliados (TCA) serão realizados em conjunto pela Embrapa e por empresas associadas à Arefloresta.

Na área experimental da Embrapa Agrossilvipastoril, onde o solo é predominantemente de textura média e argilosa, será conduzido um ensaio específico para monitorar e preservar os materiais genéticos utilizados.

Os 60 clones selecionados resultam de trabalhos de seleção e aprimoramento genético realizados pela Embrapa Florestas em Goiás e Mato Grosso do Sul. Anteriormente, uma etapa preliminar da pesquisa foi realizada em Sinop (MT), com apoio da Flora Sinop, visando avaliar a produção de mudas e o enraizamento dos materiais.

O projeto aprovado tem um orçamento de R$ 2,4 milhões, distribuídos ao longo de seis anos de execução. Os fundos são provenientes do Fundo de Desenvolvimento Florestal do Estado de Mato Grosso, vinculado à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec).

Assine a nossa newsletter e receba nossas notícias e informações direto no seu email

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.