Uso de fertilizantes de nova geração mantém produtividade

PRODUTIVIDADE

Uso de fertilizantes de nova geração mantém produtividade

Período prolongado de seca não afetou a produtividade das safras de soja e milho de produtor de Goiás
Por:
2265 acessos

Natural de Toledo, interior do Paraná, o produtor Michel Berté mudou-se com os pais e dois irmãos para Goiás em 1983. Na ocasião, a família instalou-se na região de Paraúna, localizada a cerca de 150 quilômetros de Goiânia. O objetivo era trabalhar na lavoura de soja e milho.

Durante muitos anos, o cultivo da terra e os resultados das colheitas eram muito parecidos, com a quantidade de sacas por hectare variando para mais ou menos sacas de acordo com as surpresas do clima. Excesso ou falta de chuvas, principalmente no período do desenvolvimento das plantas, sempre afetaram os números finais. Os insumos disponíveis para adubação também não variavam muito e os químicos eram a opção disponível no mercado.

Em 2015, Berté conheceu os fertilizantes da SUPERBAC. A proposta de inovação contida no produto chamou atenção do produtor, principalmente nos quesitos como a capacidade de aceleração da decomposição da matéria orgânica; melhoria no enraizamento; disponibilização de minerais como fósforo e potássio para as plantas e reequilíbrio do solo nos níveis físico, químico e biológico.

O primeiro passo foi utilizar os novos fertilizantes em uma parte da área plantada e sentir os resultados. Nas safras seguintes, o tamanho da área foi aumentando de acordo com o bom desempenho alcançado.

Este ano, já fazendo uso dos fertilizantes da marca nos 4.500 hectares de lavoura de soja e nos 2.500 hectares de milho divididos entre safra e safrinha sequeiro na Fazenda Santa Bárbara, os resultados vão além dos benefícios proporcionados ao solo, na qualidade das plantas, como folhagem mais densa e em coloração mais viva e na produtividade da lavoura.

O produtor destaca que, nos últimos dois anos, onde a falta de chuvas e o chamado veranico, período de calor intenso fora de época, provocaram uma queda de até 20% nas safras, os fertilizantes da SUPERBAC tiveram um papel fundamental: o de manter a produtividade.

Em 2017, colhemos 62 sacas por hectare. Em 2018, o volume caiu para uma média de 55 sacas por hectare. Este ano, mesmo com o veranico que castigou muito a região, alcançamos uma produtividade de 60 sacas por hectare, volume acima da média da região”, explica o produtor.

A constatação do produtor é que os fertilizantes da SUPERBAC tiveram um papel muito importante na retenção da umidade no período prolongado de calor e de falta de chuvas, o que gera maior estresse na lavoura e impacta na produtividade. “Nossa percepção é que, onde aplicamos o Supergan, a planta ficou mais nutrida e não sofreu os impactos do veranico”, conta Berté.

Em 2019 o produtor adquiriu um total de 1130 toneladas de fertilizantes da SUPERBAC e a expectativa é que esse volume seja ainda maior nas próximas safras, já que a área de aplicação vem aumentando ano a ano.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink