Uso de tecnologia garantirá quatro safras de cebola em SP

Agronegócio

Uso de tecnologia garantirá quatro safras de cebola em SP

Deverão ser produzidas 309,5 mil toneladas, cultivadas em 8.974 hectares
Por:
226 acessos

Estudo realizado pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento sobre a estimativa de safra de cebola no Estado na safra agrícola 2008/2009 mostra a adoção de quatro safras graças ao uso intensivo da tecnologia. O trabalho foi feito pelo Instituto de Economia Agrícola (IEA) e pela Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati).

Segundo os pesquisadores do IEA, os quatro cultivos de cebola refletem a transição tecnológica da produção. O volume a ser produzido de cebola nesta safra deverá ser de 309,5 mil toneladas, cultivadas em 8.974 hectares, distribuídos em quatro cultivos: de muda tradicional e de verão, em plantio direto e de bulbinho (soqueira). A área total cultivada deverá ter retração de 16,9%, relativamente à safra passada, mas em diferentes níveis, de acordo com o cultivo, como resultado do retorno econômico menor que o esperado.

A cebola de muda tradicional, que contribui com 42% da área cultivada e 39% da produção total, é semeada em abril e a colheita ocorre entre julho e outubro. O cultivo é, predominantemente, nas regionais de São João da Boa Vista, Jaboticabal, Sorocaba e Itapetininga. Em comparação com a safra passada, esperam-se reduções na área (18,1%), na produção (18,6%) e, em menor escala, no rendimento (0,6%).

O segundo cultivo em extensão de área é a cebola de muda verão, que tem a semeadura realizada entre dezembro e janeiro e participa ao redor de 34% da área plantada e da produção total, com produtividade agrícola similar a do cultivo tradicional. É cultivada, principalmente, nas mesmas regiões da cebola de muda tradicional. O volume a ser produzido é 16,6% menor, apesar do aumento de 17,6% no rendimento, que não compensou a queda de área em 29,1%.

O terceiro cultivo é o plantio direto das sementes na gleba, sem a operação de produção de mudas e apresenta, dentre os quatro cultivos, a maior produtividade (50 toneladas por hectare). Os percentuais desse cultivo são de 13% para a área e de 19% na produção. A área cultivada nesta safra é 16,9% maior que a obtida na passada e a produção indica ser 34,3% a mais, por conta do acréscimo de 14,8% no rendimento. Atualmente apenas três regionais cultivaM essa variedade: Franca, Jaboticabal e São João da Boa Vista.

O quarto cultivo é o de bulbinho (soqueira) que contribui com 11% da área e 7% da produção, sendo plantado especialmente em São João da Boa Vista e Sorocaba. Os bulbinhos são transplantados em fevereiro e a colheita é realizada entre maio e junho. Na safra atual está previsto crescimento na produção da ordem de 1,1%, decorrente principalmente dos ganhos de área (8,4%), visto que é esperada redução no rendimento (6,8%). Este cultivo deverá ser substituído pela cebola de muda verão, por causa de seu maior retorno financeiro.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink