Vacina garante castração imunológica em bovinos

Agronegócio

Vacina garante castração imunológica em bovinos

Nova vacina garante as vantagens da castração em bovinos, mas sem os impactos negativos da cirurgia
Por:
3956 acessos
O sofrimento dos bovinos de corte em manejos de castração pode estar chegando ao fim. A Pfizer Saúde Animal lança no mercado, a partir deste mês, o Bopriva, uma vacina de castração imunológica que favorece o controle de comportamento do gado e proporciona melhoria da qualidade da carne, além de garantir o bem-estar animal.


O produto foi aprovado pelo Ministério da Agricultura (Mapa) em dezembro de 2010, após estudos realizados em fazendas de gado de corte no País. Conforme explica a médica veterinária Fernanda Hoe, gerente de produtos da Pfizer Saúde Animal, o Bopriva é uma resposta contra as complicações frequentes no rebanho em decorrência dos métodos físico e químico de castração do gado.

Estudo publicado recentemente aponta os impactos negativos que a castração tradicional pode trazer aos pecuaristas. Entre as complicações pós-cirúrgica, observou-se miíase ou bicheira, abcessos, funiculite (inflamação do cordão espermático), hemorragia, perda do peso do animal nos primeiros 28 dias após o procedimento e até morte, com taxa de mortalidade média de 0,4%.

Anticorpos

Como alternativa a estes impactos negativos, foi desenvolvida a vacina de castração imunológica, formada a partir de planta encontrada na Austrália. O Bopriva estimula o sistema imunológico do animal a produzir anticorpos específicos contra o fator liberador de gonadotrofinas (GnRF). Desta forma, a produção de testosterona, no macho, e de progesterona, na fêmea, fica também inibida temporariamente. "A vacina não tem qualquer atividade hormonal ou química e não deixa resíduos no organismo do gado", aponta Fernanda.

O diretor de Saúde Animal da Pfizer, Jorge Espanha, avalia que a vacina, ao ser um produto totalmente inovador no manejo de bovinos, sem similares no mercado, representa uma quebra de paradigma para o setor. Entra no conceito de sustentabilidade e bem-estar animal, presente nos mercados mais exigentes do mundo. Destacou que é prioridade da empresa o desenvolvimento de novas tecnologias que assegurem maior produtividade aos criadores. Atualmente, a Pfizer é líder no mundo em saúde animal, com o portfólio de 180 produtos nas áreas de bovinos, suínos, aves e animais de companhia.


"A Pfizer é uma das empresas que mais investe em pesquisa e desenvolvimento de novos produtos para a saúde animal, destinando globalmente cerca de US$ 300 milhões ao ano para esta área", afirma ele.

Além do Bopriva, a empresa apresenta entre as novidades recentes para o mercado brasileiro o Clarifide Nelore. Trata-se de um amplo painel de marcadores de DNA, baseado em predições genéticas para indicar as características tais como reprodução, crescimento, habilidade materna e carcaça.

Protocolo de aplicação

Assegurar o bem-estar animal dos bovinos está entre as grandes vantagens do Bopriva. "O Reino Unido, por exemplo, já baniu de suas propriedades rurais práticas veterinárias sem anestésico", afirma Fernanda.

A vacina de castração imunológica atende a essa demanda. O protocolo de aplicação indica duas doses injetáveis (dose e reforço) na tábua do pescoço e pode ser associado a outros manejos de rotina.

"A primeira dose atua sensibilizando o sistema imunológico do bovino, para que ele comece a produzir o efeito desejado após a segunda dose", explica a veterinária.

Com a aplicação das duas doses injetáveis de 1ml cada, o animal fica castrado temporariamente, de 3 a 5 meses. O intervalo entre as duas aplicações pode variar de quatro a 12 semanas, dependendo do tempo de efeito desejado. Para garantir maior precisão e segurança na aplicação da vacina, a Pfizer, em parceria com a Simcro, da Nova Zelândia, desenvolveu um aplicador exclusivo e oferece treinamento específico para a administração do produto.

A Pfizer realizou estudos em fazenda comercial de gado Nelore criado a pasto em Goiás, no período de junho de 2008 a junho de 2009, avaliando o desempenho de dois grupos: animais que passaram pela castração cirúrgica e os que receberam Bopriva. Constatou-se que a vacina proporciona benefícios equivalentes da castração na carcaça de forma eficaz, mas sem o sofrimento da cirurgia.

Outro estudo avaliou em confinamento comercial de Nelore em São Paulo, de agosto a dezembro de 2009, entre bois inteiros, observando-se melhor acabamento da carcaça, o que comprova as vantagens de utilização da vacina, sem submeter os animais à intervenção cirúrgica e seus impactos negativos.


Com a inibição da testosterona temporariamente, a vacina produz os efeitos benéficos da castração, tais como cobertura de gordura mais espessa, quarto traseiro desenvolvido, comportamentos agressivo e sexual reduzidos e preservação de pastos e instalações.

A Pfizer Saúde Animal está promovendo ciclos de palestras e treinamentos nas regiões do País, como forma de capacitar os produtores sobre a nova vacina. Este trabalho faz parte da linha de ação das Unidades de Negócios da divisão.

Capacitação

Em período de um ano, são assessoradas cerca de 7 mil fazendas e granjas no País, como forma de reforçar o seu programa de visitação. Continuamente, a equipe técnica é capacitada com informações qualificadas e ferramentas de suporte aos clientes.

Regularmente são organizados treinamentos sobre melhorias no manejo e aumento da produtividade para veterinários, zootecnistas, produtores, técnicos e funcionários das fazendas e granjas.

Como estratégia de expandir seu portfólio e aumentar sua participação no mercado, parcerias e aquisições estão entre as ações da empresa. A incorporação da Fort Dodge - divisão veterinária de Wyeth, fez com que a companhia ampliasse sua linha de produtos. A jornalista viajou a convite da Pfizer Saúde Animal

Fique por dentro
Impactos negativos


De março a maio de 2010, foram avaliados 500 bovinos castrados de quatro fazendas - três em Minas Gerais e uma em Goiás - no estudo "Impacto da castração cirúrgica no ganho de peso e estado clínico de bovinos de corte". O trabalho mostrou que a miíase, ou bicheira (causada pela infestação de larvas e moscas em feridas), foi a complicação mais observada, com aproximadamente 15% dos registros. Os resultados refletem com precisão a realidade da castração cirúrgica de bovinos em todo o País, trazendo à tona a necessidade de novas técnicas alternativas ao método utilizado atualmente. A vacina Bopriva é uma delas.



MAIS INFORMAÇÕES

Para dúvidas ou confirmação de estabelecimentos onde a vacina está disponível, entre em contato com a Pfizer Saúde Animal 0800.011 1919


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink