Valor Bruto da Produção da agropecuária de MT cresce 30%
CI
Agronegócio

Valor Bruto da Produção da agropecuária de MT cresce 30%

Soja e o algodão foram as culturas que mais contribuíram
Neste ano, o Valor Bruto da Produção (VBP) da agropecuária de Mato Grosso alcançou R$ 27,66 bilhões, representando aumento de 30,8% em relação ao que foi registrado no ano passado (R$ 21,15 bilhões). O resultado corresponde à soma do VBP das dez principais atividades produtivas do Estado. A soja e o algodão foram as culturas que mais contribuíram para este crescimento. Os números foram divulgados dia 8 de dezembro pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), ligado à Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato).


O VBP representa a soma de tudo o que foi produzido na propriedade rural em um determinado período. Na pesquisa, consta o VBP das seguintes culturas: soja, milho, algodão, arroz, cana-de-açúcar, produtos florestais, bovino, suíno, aves e leite.

A metodologia utilizada para o estudo respeitou a sazonalidade de venda dos produtos, considerando, portanto, o ano safra para cada cultura na agricultura e da pecuária - diferentemente dos estudos feitos por outras instituições, que fecham o cálculo a partir do ano civil.

A agricultura gerou R$ 20,34 bilhões de VBP, o que significa um crescimento de 36,6% em relação ao ano passado (R$ 14,89 bilhões). Na pecuária, foram produzidos R$ 7,32 bilhões, ou seja, 17% a mais do que em 2010 (R$ 6,25 bilhões).

Segundo o superintendente do Imea, Otávio Celidonio, a soja e o algodão apresentaram aumento significativo de preço e de produção, contribuindo para o expressivo crescimento do VBP da agropecuária mato-grossense. Somente o algodão teve crescimento de 110,5% no VBP, passando de R$ 2,18 bilhões em 2010 para 4,60 bilhões em 2011. Na soja, o aumento foi de 27,4% (de R$ 9,32 bilhões para R$ 11,87 bilhões).


"O VBP é a riqueza gerada dentro da porteira, mas que também impacta toda a sociedade. De todas as culturas, o algodão foi a que mais se destacou. A participação dele no Valor Bruto da Produção total aumentou de 10% para 17% do ano passado para cá. Para 2012, estamos projetando crescimento de 7,3% no VBP do algodão", ressalta Celidonio.

Embora a produção de milho tenha reduzido 19,9% do ano passado para cá, os preços aumentaram 27,6%, o que contribuiu para que o VBP desta cultura crescesse 10,1% no período (de R$ 1,97 bilhão para R$ 2,17 bilhões).

"Os números chamam a atenção porque percebemos que o crescimento de Mato Grosso se aproxima do crescimento da China. Para 2012, vamos continuar crescendo, e isso mostra a eficiência do agronegócio de Mato Grosso", avalia o presidente do Sistema Famato, Rui Prado.


Projeções - Para 2012, o Imea projeta um crescimento de 9,2% no VBP da agropecuária mato-grossense, que deve passar dos R$ 27,66 bilhões para R$ 30,21 bilhões. A agricultura continuará puxando para cima este resultado.

A pesquisa permitiu avaliar também os efeitos diretos e indiretos do crescimento do VBP para Mato Grosso. A expectativa é de que o volume de empregos diretos e indiretos gerados no próximo ano alcance 31,15 mil. Além disso, espera-se que a renda gerada no campo aumente R$ 435 milhões.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.