Valor da produção agropecuária em SP foi de R$ 24,74 bilhões em 2003
CI
Agronegócio

Valor da produção agropecuária em SP foi de R$ 24,74 bilhões em 2003

Por:

O valor da produção agropecuária do estado de São Paulo em 2003 foi de R$ 24,74 bilhões, com crescimento nominal de 17,60% em relação ao ano anterior. Em termos reais (preços deflacionados pelo IPCA médio de 2003), o aumento foi de 2,52%. No caso dos preços recebidos pelo produtor, o levantamento aponta crescimentos nominais de 16,55%. Os grandes destaques da produção são: cana-de-açúcar, carne bovina, laranja (indústria e mesa), carne de frango, milho e soja.

Os grupos dos produtos animais e dos grãos/fibras apresentaram crescimento físico da produção, enquanto os produtos para a indústria, as frutas frescas e as olerícolas tiveram redução no volume produzido. Mas, dado o aumento dos preços, todos os grupos registraram crescimento no valor da produção. O algodão, por exemplo, teve um crescimento médio nos preços de 63% e um aumento no valor da produção de 91%. No agregado, o aumento no valor da produção agropecuária paulista deveu-se a um pequeno acréscimo na produção física (0,89%) e à alta de 16,55% nos preços recebidos, em valores nominais.

A cana-de-açúcar continua como o principal produto agrícola paulista, com participação de 25,86% no valor da produção estadual. Logo em seguida, aparecem carne bovina, com 16,68%; laranja (indústria+mesa), com 13,93%; carne de frango (6,13%); milho (5,91%); soja (4,14%); ovos (4,07%); leite (3,76%); e batata, com 1,94%.

Ao analisar a evolução do valor da produção da agropecuária paulista, em valores reais de 2003, verifica-se crescimento contínuo nos últimos 4 anos. Em 1999 registramos R$ 18,37 bilhões e em 2003, fechamos a R$ 24,74 bilhões. ""Neste último ano, apesar do crescimento do país ter sido negativo, o valor da agropecuária paulista conseguiu chegar aos 2,52% positivos"", afirma o secretário de Agricultura e Abastecimento, Duarte Nogueira. Ele destaca que neste período, a taxa média anual de crescimento é de 8% , em termos reais. ""Nenhum outro setor é tão dinâmico na economia paulista"".

Dentro do espectro de crescimento da produção agropecuária paulista, os grãos ocupam lugar de destaque. A produção de milho, do qual somos tradicionalmente importador, cresceu 13,51% e a sua participação no valor da produção aumentou para 5,91%. Já o comportamento da soja, que tem sido a grande vedete na produção de grãos brasileiros, não é diferente em território paulista. Seu percentual de participação no valor total da produção cresceu para 4,14%.

A cana-de-açúcar foi novamente o principal produto agrícola do Estado de São Paulo, com uma participação em 2003 de 25,86% no valor total da produção estadual. O produto registrou rendimento de R$ 6,397 bilhões, 8,18% superior ao valor observado em 2002, de R$ 5,913 bilhões.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink