Valor da produção sobe

Agronegócio

Valor da produção sobe

Cana-de-açúcar, café e laranja puxaram a estimativa do VBP deste ano para R$ 172,9 bi
Por: -Wisley Tomaz
1740 acessos

Brasil registra crescimento do Valor Bruto da Produção (VBP). De acordo com a Assessoria de Gestão Estratégica do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, a cana-de-açúcar, o café e a laranja são os principais produtos agrícolas que puxaram a estimativa do VBP deste ano para R$ 172,9 bilhões, 1,9% a mais que o obtido no ano passado. As informações são baseadas em dados da safra e nos preços praticados nos principais mercados do país em novembro. Esse resultado é o segundo maior desde 1989. O recorde anterior foi de R$ 178 bilhões, em 2008. O VBP de 2010 será concluído com o levantamento de janeiro de 2011, que considera os dados levantados até dezembro.

Além destes, outros produtos também apresentaram desempenho positivo, entre eles a cebola (78,4%), a batata-inglesa (15%) e a banana (10,6%). O coordenador de Planejamento Estratégico do Mapa, José Garcia Gasques, considera que a recuperação dos preços agrícolas e a quantidade produzida refletiram favoravelmente no resultado. Segundo ele, o saldo não foi melhor porque foi afetado pela queda de preços da soja e do milho mesmo com produção expressiva dos estados da região Centro-Oeste, como Mato Grosso por exemplo. Os menores preços desses produtos resultam basicamente do comportamento do mercado internacional e dos níveis de estoques mundiais.

As maiores quedas no valor da produção ocorreram na uva (-27,9%), amendoim (-27,6%), arroz (-20,9%), fumo (-16,9%) e feijão (-10,4%). Em níveis menores situam-se o algodão (-4,8%), soja (-4,4%) e milho (-7,8%). Já os números do valor da produção regional mostram-se sem alterações expressivas em relação a posições apresentadas em meses anteriores. O Nordeste e o Centro-Oeste tiveram redução do valor da produção em 2010, enquanto as demais regiões apresentaram elevação de valor, especialmente o Sudeste. Em relação ao ano que vem, os estudos preliminares mostram que poderá ser favorável para a agricultura. O valor bruto da produção estimado é de R$ 185,2 bilhões, 7% a mais que o resultado deste ano.

Em 2003, a área plantada com grãos era de 40 milhões de hectares. Oito anos depois, essas culturas ocupam 47 milhões de hectares, crescimento de 17,5%. Na previsão da próxima safra agrícola, essa área praticamente se conserva, apesar do aumento previsto da produção. O desenvolvimento do setor se explica pela modificação dos processos e técnicas de produção, que hoje incorporam o conhecimento científico e tecnologias de ponta. Isso permite produtividade ainda maior, com o apoio da Empresa Brasileira de Pesquisa de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), que vem contribuindo para a adaptação das culturas às mais diversas condições de clima e solo e dos procedimentos adotados na atividade agropecuária.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink