Valorização incentiva produção de banana
CI
Agronegócio

Valorização incentiva produção de banana

A produção anualé estimada em 7 milhões de toneladas
Por:
Fruta originária da Ásia, a banana é cultivada no Brasil em área de 511 mil hectares com produção anual estimada em 7 milhões de toneladas, segundo estatísticas da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO). O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de MS oferece capacitações voltadas ao plantio e manejo básico. De 26 a 28 de março, a entidade realiza o curso de Cultivo de Banana no município de São Gabriel do Oeste. 

A fruta é produzida em alta escala no mundo e tem consumidores por todas as partes. “Isso se deve ao mercado volátil e à valorização da banana", considera o instrutor do SENAR-MS, Nestor Pereira. Ele acredita que a capacitação contribui para geração de emprego e renda. O quilo da fruta muda de acordo com a variedade. O quilo da banana nanica custa em média de R$ 0,90 a R$ 1,20 e as variedades maçã e prata ficam entre R$ 2 e R$ 2,20. "Em cerca de meio hectare, por exemplo, é possível produzir de oito a dez toneladas da fruta, que leva de 6 meses a um ano para ficar madura. Metade do valor arrecadado cobre os custos de produção e o restante é do produtor", explica Pereira.

O cultivo de banana tem crescido significamente em Mato Grosso do Sul. Um dos fatores que justificam esse aumento é a implantação do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), é o que afirma Pereira, ao relatar que os programas incentivam a produção. "Além dos maiores produtores do Estado, que são Terenos e Dois Irmãos do Buriti, hoje contamos com uma produção considerável em Paranaíba, Cassilândia e Itaquiraí. Mesmo com esse cenário, Mato Grosso do Sul precisa importar a fruta de outros Estados", diz.

Os cuidados são essenciais para garantir a produtividade e a qualidade da fruta. A utilização de quebra-ventos, que protegem a plantação das correntes de vento e da irrigação, contribui para que a banana retenha a quantidade de água necessária e diminui a sensibilidade da fruta a geadas. O instrutor alerta ainda para a atenção redobrada com dois tipos de doenças comuns na produção da banana: A Cigatoka e o Mal do Panamá, ambas causadas por mudanças climáticas. "Para evitar essas doenças, é recomendado que o produtor adquira mudas selecionadas e produzidas em laboratório, pois são imunizadas contra a Sigatoka e o Mal do Panamá", esclarece Pereira.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink