Valtra ganha terreno a espera do Cade

Agronegócio

Valtra ganha terreno a espera do Cade

Por:
1 acessos
Enquanto espera que o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprove no país a aquisição de seus negócios globais pela americana AGCO, a Valtra do Brasil paralisa planos de investimento e reforça as estratégias de vendas para ampliar faturamento. Para 2005, a empresa espera manter sua participação no mercado brasileiro de tratores, hoje de 24,7%, e repetir o volume de exportações alcançado no ano passado.


Após a aquisição da finlandesa Kone - então controladora da Valtra - pela AGCO, em 2003, a empresa mudou parte de sua rede de concessionárias, mantendo 84 unidades no país, e passou a fabricar apenas com base nas encomendas das redes de vendas, sem estoques, para reduzir custos. A Valtra também fortaleceu o programa de visitas à fábrica, em parceria com as concessionárias. "A rede de distribuidores tem sido a grande responsável pelo incremento das vendas", diz Orlando Capelossa, gerente de marketing da empresa.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink