Variedade de soja será destaque no Agrishow de Mato Grosso

Agronegócio

Variedade de soja será destaque no Agrishow de Mato Grosso

A variedade de soja Inox, resistente à ferrugem asiática, predominará nas conversas entre os milhares de produtores rurais
Por:
1 acessos

A variedade de soja Inox, não consta da programação do Agrishow Cerrado, que será realizado em Rondonópolis de 19 a 23 de abril. Porém, esse assunto predominará nas conversas entre os milhares de produtores rurais participantes, e certamente chegará ao ciclo de palestras independentemente do tema que esteja sendo abordado.

O Agrishow Cerrado, como o define o presidente da Fundação MT – e que também o preside – empresário Hugo Ribeiro, “É um fórum de debates e de troca de experiências entre produtores rurais de Mato Grosso e dos demais estados participantes”. Nessa condição, esse evento que é a maior feira de agrodemonstração do Centro-Oeste será o palco ideal para se falar sobre ferrugem asiática, sobre os avanços e os custos do controle dessa doença, a exemplo do que ocorreu na edição do ano passado.

Agora, com a pesquisa avançada em busca da soja Inox, mais do que nunca as atenções estarão voltadas para Núcleo de Melhoramento de Soja da Fundação MT, que pesquisa em laboratório e no campo a variedade capaz de resistir aos ataques do fungo causador da ferrugem asiática.

FUNDAÇÃO MT - Criada em 93, mantida e dirigida por produtores rurais, a Fundação MT é um dos principais centros de excelência na pesquisa da agricultura tropical no mundo. Essa credibilidade é resultado de exaustivos trabalhos que desenvolve isoladamente e em parceria com outras instituições de pesquisa, e que contribuíram para significativos avanços das lavouras.

A Fundação MT consolidou a lavoura do algodão no cerrado ao desenvolver manejos de controle de pragas. E seus técnicos conseguiram exorcizar o fantasma da doença azul.

A primeira cultivar de soja resistente ao cancro da haste, a MT/BR-45 Paiaguás tem as digitais da Fundação MT, que também carimbou a pioneira na resistência ao nematóide de cisto, a BRS/MT Pintado.

Pesquisa agronômica não se desenvolve da noite para o dia. No caso da ferrugem asiática que ataca a soja é preciso acompanhamento da lavoura antes, durante e após o ciclo vegetativo da planta, o que exige trabalho contínuo por mais de uma safra.

Pesquisadores da Fundação MT já alcançaram a variedade Inox, calcada em dois genes de resistência, que, no entanto foram quebrados pela severidade do fungo. Esse tropeço nos meios científicos é visto com naturalidade como fase dos estudos. Sem alardes Dario Hiromoto continua mergulhado de cabeça na pesquisa, cujo desfecho deverá ocorrer bem antes do que ele admite.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink