VBP da avicultura será positivo em 2016 – aponta nova projeção da SPA do MAPA

Agronegócio

VBP da avicultura será positivo em 2016 – aponta nova projeção da SPA do MAPA

Pela primeira vez neste ano a Secretaria de Política Agrícola do MAPA aponta que tanto na avicultura de corte como na de postura o VBP de 2016 deve ser positivo
Por:
350 acessos

Revertendo projeções anteriores, pela primeira vez neste ano a Secretaria de Política Agrícola do MAPA aponta que tanto na avicultura de corte como na de postura o Valor Bruto da Produção (VBP) de 2016 deve ser positivo. Por ora, porém, essa possibilidade está restrita ao setor avícola, porquanto nos demais segmentos da produção animal as projeções seguem negativas.

Até agosto, as projeções de um VBP negativo abarcavam os cinco principais produtos da pecuária brasileira: boi, suíno, frango, leite e ovos. Assim, por exemplo, para o frango o VBP deveria ser 1,24% menor que o de 2015; e para o ovo a redução prevista era de 0,09%, o que configurava um VBP também inferior, mas bem próximo da estabilidade.

Pela projeção mais recente – com valores deflacionados pelo IGP-DI de setembro passado – o VBP do frango deve passar de R$53,435 bilhões para R$54,165 bilhões – aumento real de 1,37%. E o do ovo, de R$12,657 bilhões para R$12,804 bilhões – aumento real de 1,16%.

Com tais desempenhos, a participação da avicultura (frangos + ovos) no valor bruto total da produção animal brasileira aumentará cerca de 5,5%, subindo de 35% (2015) para 37% (2016). 

Notar que, além do deflator mais recente (o IGP-DI de setembro de 2016), a SPA adotou novos parâmetros de produção, tendo por base os números do IBGE relativos aos quatro últimos trimestres. E isso, em relação especificamente ao frango, significa aumento anual de quase 7% no número de cabeças abatidas e de cerca de 5% no volume de carne produzida.

Como no segundo semestre de 2016 vem ocorrendo forte desaceleração na produção do setor, nada impede que a previsão de VBP positivo do frango venha a ser novamente revertida, tornando-se outra vez negativa.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink