Vegetais puxam alta de preços agrícolas em São Paulo

Agronegócio

Vegetais puxam alta de preços agrícolas em São Paulo

Os preços agrícolas no atacado em São Paulo tiveram alta de 0,58 por cento na primeira quadrissemana de outubro
Por:
11 acessos

Reuters - Os preços agrícolas no atacado em São Paulo tiveram alta de 0,58 por cento na primeira quadrissemana de outubro, com os produtos de origem vegetal puxando a variação positiva, informou o Instituto de Economia Agrícola (IEA), órgão do governo, nesta quarta-feira. O preço do milho, que subiu 21,94 por cento em relação a setembro, colaborou para a alta. Outro grão importante, o trigo, subiu 13,97 por cento na quadrissemana.

"A alta nas cotações do milho é resultado do bom desempenho das exportações, que reduz a disponibilidade interna, associada ao aumento da demanda", informou uma nota do IEA. Com preços internacionais elevados, em função da maior destinação de milho para a produção de etanol nos Estados Unidos, o Brasil tem conseguido espaço no mercado internacional e deve mais que dobrar suas exportações do grão em 2007, para 10 milhões de toneladas.

Com relação ao trigo, embora o país tenha iniciado a colheita em setembro, os preços seguiram uma tendência internacional. Com as altas dos grãos, que incluem a soja (+11,36 por cento), associadas a aumentos da banana nanica, o índice de origem vegetal subiu 3,57 por cento. Quando a cana-de-açúcar, que tem forte peso no índice, é

excluída do cálculo, a alta é maior, de 9,53 por cento. Os produtos de origem animal, diferentemente de uadrissemanas anteriores, tiveram queda de 5,58 por cento.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink