Vem aí o "feijão disruptivo"
CI
Imagem: Impossible Foods
CARNE VEGETAL

Vem aí o "feijão disruptivo"

“A tal carne de vegetais é melhor do que se imaginava"
Por: -Leonardo Gottems

Na esteira do dia Mundial das Pulses ou do Feijão, chamou a atenção uma das iniciativas mais contundentes, e que tem sido levada a frente pela Carnevale. “Esta empresa tem investido no desenvolvimento das proteínas das plantas e utiliza ervilhas e, mais recentemente, feijões”, destaca o Ibrafe (Instituto Brasileiro do Feijão e Pulses). 

“O mercado está mudando com uma velocidade supersônica. Se você acha que tudo segue do mesmo jeito, lamento, mas você, no mínimo, precisa se atualizar e tentar entender onde você e seu negócio podem se encaixar”, alerta o presidente da entidade mais representativa do setor de pulses no Brasil, Marcelo Lüders. 

De acordo com ele, está se “materializado algo que no passado recente, talvez no ano passado, só existia nos países de primeiro mundo”: “A tal carne de vegetais é melhor do que se imaginava. É a isso que se aplica o termo ‘disruptivo’. É a designação atribuída a uma inovação tecnológica (produto ou serviço), capaz de derrubar uma tecnologia já preestabelecida no mercado”. 

“Você que, como eu, está acostumado com carne de verdade, se prepare, pois no mínimo parte de seu churrasco irá mudar. Seja pelo alto preço da carne e que será cada vez mais cara ou por entender que matar animais é grotesco demais para manter a vida, a verdade é que, mais rápido do que você imagina, este produto estará na sua churrasqueira”, projeta o dirigente. 

“E não adianta você achar isso ou aquilo, nós caminhamos velozmente nessa direção. Este comentário não é peça de merchandising, mas, sim, a percepção que, se antes da pandemia a tendência plant-based era bastante acentuada, agora ela é o novo caminho. Anote e preste atenção, pois antes do que imagina você poderá mais do que ser consumidor de carne plant-based, poderá ser um fornecedor deste mercado de 5 bilhões de dólares e que cresce a taxas de 20% ao ano”, conclui Lüders.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink