Venda de máquinas à Venezuela deve chegar a US$ 2 bi até 2011
CI
Agronegócio

Venda de máquinas à Venezuela deve chegar a US$ 2 bi até 2011

Neste ano, a previsão é que US$ 600 milhões em máquinas e equipamentos serão importados
Por:
O Brasil vai exportar à Venezuela um programa de agricultura familiar. O Mais Alimentos, do governo federal, está sendo incorporado por Caracas, afirmou o vice-ministro de Economia Agrícola, Richard Canán Durán, ontem, na Abimaq (Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos). Foram fechados com a Abimaq, ainda, quatro acordos para importação de tratores, colheitadeiras e implementos agrícolas, por cerca de US$ 160 milhões.


Neste ano, a previsão é que US$ 600 milhões em máquinas e equipamentos serão importados. Em três anos, serão US$ 2 bilhões. A assistência técnica é o diferencial brasileiro, diz o vice-ministro. Máquinas chinesas, adquiridas pela Venezuela, foram abandonadas seminovas por falta de assistência.


"A relação de amizade entre Lula e Chávez foi essencial para o intercâmbio", diz Canán. Ele afirma que haverá crédito agrícola, mecanização e redução na espera por licenças de importação. A Embrapa deve monitorar a implantação do programa e desenvolver melhoramentos de solo, pastagens e sementes.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.