Venda de tratores cresce 11% até março
CI
Agronegócio

Venda de tratores cresce 11% até março

Por:

Linha de crédito do BNDES para o período julho de 2003 a junho de 2004 soma R$ 4,9 bilhões. As vendas de máquinas agrícolas aumentaram 11,7% no primeiro trimestre de 2004 em comparação ao mesmo período do ano passado e totalizaram 8,145 mil unidades, em relação às 7,291 mil unidades negociadas pelas montadoras em 2003. No mês de março, as vendas ficaram praticamente estabilizadas, com 3,195 mil máquinas negociadas, 0,7% inferior ao volume de 3,218 mil máquinas no ano passado, segundo informou a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

Segundo Persio Pastre, vice-presidente da entidade que congrega as montadoras, as vendas de colheitadeiras no trimestre tiveram um desempenho muito superior, com aumento de 51,3% no trimestre, e atingiram 1,920 mil unidades negociadas no mercado interno. No mesmo período do ano passado, as indústrias haviam negociado 1,269 mil colheitadeiras. Em março, as vendas totalizaram 610 unidades, 40% a mais em relação às 435 negociadas no mesmo mês do ano passado, segundo a Anfavea.

Exportações em alta

O volume de exportações por parte das montadoras continua em alta, de acordo com os dados da Anfavea, com aumento de 84,4%. No primeiro trimestre de 2004 foram embarcadas 6,976 mil unidades para o mercado internacional, em relação às 3,782 mil negociadas no mesmo período do ano anterior. Em março, as exportações de máquinas agrícolas - o que inclui além de tratores e colheitadeiras cultivadores e retroescavadeiras - totalizaram 2,717 mil unidades, 79,8% a mais ema comparação com as 1,511 mil máquinas embarcadas em março de 2003, informou a Anfavea.

Mercado maior

A perspectiva para o ano é de que as vendas de tratores aumentem em torno de 7%, e as de colheitadeiras, 10%, segundo prevê Pastre. No período de julho do ano passado a junho de 2004, que compreende o ano agrícola 2003/04, os recursos para financiamento das máquinas agrícolas por meio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) somam R$ 4,9 bilhões, um volume recorde. "Em 2002, os recursos somaram R$ 3,6 bilhões e em 2003 foram de R$ 3 bilhões." A maior parte refere-se Programa de Modernização da Frota de Tratores Agrícolas, Implementos Associados e Colheitadeiras (Moderfrota) - programa elaborado pelo Ministério da Agricultura e com verba liberada por meio do BNDES, com início em 2000 - mas também há linha da Finame especial. No caso do Moderfrota, a linha de financiamento prevê juros de 9,75% ao ano para os agricultores com renda bruta atual até R$ 150 mil; e de 12,75% ao ano, aos produtores de maior porte, ou seja, com renda superior a R$ 150 mil.

Máquinas obsoletas

A previsão de Pastre é de que nos próximos anos as vendas de máquinas agrícolas subam a uma taxa média de 3% ao ano. "Em 2007 a maior parte das máquinas agrícolas será composta de equipamentos em estado adequado."

Para Pastre, um patamar considerado bom para as máquinas agrícolas do País seria que 90% da frota fosse composto por tratores com menos de 12 anos e colheitadeiras com menos de dez anos. "A evolução tecnológica não pára."

Atualmente, cerca de 28% dos tratores existentes no Brasil e 35% da frota total de colheitadeiras estão obsoletos. A estimativa é de que existam no País 390 mil tratores e 50 mil colheitadeiras.

Embora ainda um pouco longe do considerado "satisfatório", a frota de máquinas agrícolas já registrou grande evolução nos últimos anos, sobretudo a partir de 2000, com a implantação do Moderfrota. Segundo Pastre, em 1999, cerca de 40% da frota de tratores era considerada obsoleta, ou seja, compunha-se de equipamentos com mais de 12 anos de uso.

À mesma época, aproximadamente 56% das colheitadeiras em funcionamento no campo apresentavam idade superior a 10 anos, ou seja, já estavam defasadas tecnologicamente, segundo informa o vice-presidente da Anfavea.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink