Venda de tratores em fevereiro cresce 71,9% em relação ao mês passado


Agronegócio

Venda de tratores em fevereiro cresce 71,9% em relação ao mês passado

Por: -Admin
1 acessos

Em fevereiro, as vendas internas do segmento de máquinas agrícolas automotivas cresceram 71,9% em relação a janeiro deste ano. De acordo com Pérsio Luís Pastre, vice-presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), isto foi resultado da aprovação da verba suplementar de R$ 800 milhões para o Programa de Modernização da Frota de Tratores Agrícolas, Implementos Associados e Colheitadeiras (Moderfrota).

Apesar desta verba ter sido aprovada no final do mês, ela já era esperada tanto pelas fabricantes quanto pelas concessionárias. Estas, segundo Pastre, optaram por se preparar e aumentar seus estoques. Em comparação a fevereiro de 2002, no entanto, as vendas do mês passado registraram queda de 3,3%. As vendas acumuladas do ano registraram queda de 17%. Para Pastre, esta queda ainda é reflexo da suspensão temporária do Moderfrota. Para ele, a partir de março as vendas acumuladas do ano já estarão maiores que no ano passado.

Pastre salientou que desde 2000 a produção de máquinas agrícolas está crescendo todo mês. Em sua avaliação, este crescimento é resultado do bom desempenho do agronegócio nos últimos anos.

Exportações em alta

As exportações de máquinas agrícolas cresceram 93,8%em fevereiro em relação a igual período do ano passado. Em relação a janeiro deste ano, as exportações cresceram 67,7%. Pastre avalia que neste ano o segmento deve superar o recorde de exportações de 1981, quando o Brasil exportou 11,9 mil unidades de máquinas agrícolas.

A previsão é que este ano o segmento exporte mais de 12 mil unidades, o que representa um crescimento de 20% em relação ao ano passado. O volume das exportações do segmento do ano passado, US$ 642 milhões, representou 16% do total do setor de veículos automotores. Este ano a previsão é exportar em torno de US$ 700 milhões. De acordo com Pastre, o segmento está recuperando mercados que havia perdido a partir de 1994, com a paridade entre real e dólar. A partir de 1999, com a desvalorização do real, o setor retomou as exportações, e vem apresentando crescimentos sucessivos desde então.

Os principais mercados para as exportações brasileiras são os Estados Unidos, Venezuela, Chile, México e África do Sul. No início deste ano, inicou-se uma retomada das exportações para os países do Mercosul. Segundo Pastre, entre 1995 e 1998 as exportações do segmento para o Mercosul representaram 50% do total nacional. No ano passado, elas estavam reduzidas para 9,4%, devido à crise na Argentina e no Uruguai.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink