Vendas de carne bovina não foram suficientes para alta no preço no atacado

Agronegócio

Vendas de carne bovina não foram suficientes para alta no preço no atacado

Margem da indústria teve ligeira queda
Por:
654 acessos

Os preços da carne bovina sem osso tiveram queda no atacado. Considerando todos os cortes pesquisados pela Scot Consultoria, houve recuo de 0,2% nos preços, em relação à semana anterior. Embora a queda tenha sido pouco expressiva, o cenário reflete que as vendas dos últimos dias não foram suficientes para a indústria subir ou, ao menos, manter as cotações.

As vendas de início de mês não foram suficientes para escoar os estoques, que têm aumentado nas últimas semanas.

Com isso, a margem da indústria teve ligeira queda. A margem do Equivalente Scot Desossa, que considera o faturamento do frigorífico com a venda da carne sem osso, mais couro, sebo, miúdos, derivado e subprodutos, passou de 22,4% para 22,2% em uma semana.

Na segunda quinzena do mês, quando as vendas são tipicamente menores, é possível que a cotação da carne sem osso recue, caso os estoques dos frigoríficos continuem elevados.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink