Vendas de fertilizantes crescem em Mato Grosso do Sul
CI
Agronegócio

Vendas de fertilizantes crescem em Mato Grosso do Sul

De fevereiro a março houve crescimento nas vendas em relação ao ano passado
Por:

As melhores projeções de preços da soja e milho para a safra, aliadas à possibilidade de recuperação parcial da renda dos agricultores neste ano, já causaram reflexos positivos nas vendas de sementes e fertilizantes para o plantio da safrinha em Mato Grosso do Sul. Representantes de revendas agrícolas afirmam que, de fevereiro a março, houve crescimento no movimento das vendas em relação ao ano passado.

O gerente de vendas da Apoio Rural em Campo Grande, Volmir Vendruscolo, confirma que as comercializações de sementes, principalmente de milho, e de fertilizantes tiveram "aquecimento interessante nas últimas semanas na comparação com a safrinha de 2006". "Notamos que os produtores estão apostando na safrinha, com o que sobrou da safra. Eles estão investindo na safra de inverno", disse.

Vendruscolo destaca que o cenário favorável à soja e milho neste ano não deve se refletir exclusivamente nas vendas das lojas de insumos, mas também na possibilidade de os agricultores recuperarem o crédito com estabelecimentos, com a quitação de débitos antigos, o que favorece as revendedoras. No entanto, o gerente ressalta que a colheita da safrinha ainda deixa os produtores receosos quanto a possíveis frustrações, uma vez que os preços das commodities são muito vulneráveis ao mercado internacional dos grãos. "Por enquanto, todos estão animados com o anúncio dos Estados Unidos de produzir etanol de milho, o que elevou as cotações dos grãos", acrescentou.

O gerente de vendas lembrou ainda que, geralmente, as vendas de insumos voltam a crescer em setembro em função do plantio da próxima safra, mas, segundo ele, se a colheita da safrinha atender à atual expectativa favorável, as negociações para a safra 2007/2008 podem ser antecipadas pelos agricultores.

A engenheira agrônoma Walquíria Bigatão, responsável pelas vendas internas da Via Campus em Dourados, confirma aumento nos investimentos dos agricultores para a safrinha deste ano. "O contexto internacional favorável impulsionou as comercializações de fertilizantes e sementes de milho", disse.

Segundo ela, cerca de 95% dos produtores compraram os insumos necessários para o plantio da safrinha e já plantaram as lavouras, mas existe pequena parcela de agricultores ainda plantando. "Apesar de a colheita ainda estar em andamento, há ânimo entre os produtores para a safrinha. O resultado dependerá do mercado internacional e da questão climática, mas a expectativa é muito boa", disse Walquíria. Ela revela que os fertilizante já estão, praticamente, esgotados no mercado e, se a safra deste ano alcançar os resultados esperados, "os produtores devem comprar antecipadamente para a próxima safra.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink