Vendas na Agrishow devem ultrapassar expectativas

Agronegócio

Vendas na Agrishow devem ultrapassar expectativas

Valor estimado de negócios é de R$ 1,4 bilhão
Por:
791 acessos
Valor estimado de negócios é de R$ 1,4 bilhão

As vendas da Agrishow 2011 (Feira Internacional de Tecnologia em Ação), que está sendo realizada em Ribeirão Preto, devem superar as expectativas.

No primeiro dia do evento, a projeção feita pelo era presidente da Câmara Setorial de Máquinas e Implementos da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), Celso Casale, era de uma negociação de R$ 1,4 bilhão, 15% acima do concretizado em 2010.

Mas, de acordo com expositores, os dois primeiros dias de feira, iniciada na segunda-feira (2), superaram a estreia das últimas feiras. Algumas empresas estimam um aumento de 20% nas vendas, não apenas em máquinas e equipamentos agrícolas, mas de outros itens também.

Logo na inauguração da feira, a Embraer vendeu um avião agrícola Ipanema, completo, ao custo de R$ 780 mil. Um ótimo início segundo o gerente comercial Fábio Carretto, que espera fechar outros negócios até o final do evento.

Na concessionária da Chevrolet, as vendas já são 20% superiores as do ano passado, segundo o gerente de Marketing Interior Paulista, Rodrigo Taioba.

Na da Toyota, o início desta Agrishow já é considerado o melhor entre todas as participações da empresa na feira. A expectativa é que sejam vendidas de 180 a 200 Hilux em cinco dias, de acordo com o gerente de vendas da concessionária Santa Emília de Ribeirão Preto, José Vitor da Silva Júnior.

O presidente da Agrishow, Cesário Ramalho, prefere não falar em números, mas afirmou que as perspectivas são muito otimistas.

Intenção de compra

Os produtores estão chegando à Agrishow 2011 com a intenção de comprar. Os bons preços das commodities e a perspectiva de aumento nos juros estão estimulando o agricultor a investir em tecnologia.

É o caso dos irmãos Adilson e Reginaldo Veronez produtores de soja em Catalão (GO), que chegaram à Agrishow decididos a comprar um pulverizador, mesmo acreditando que as condições da feira não divergem das encontradas nas concessionárias.

“Vimos lá (em Catalão), mas vamos fechar aqui, depois de ver umas demonstrações de campo”, afirma Adilson, que vai dar preferência a uma marca estrangeira. “É uma qualidade diferenciada. Embora o similar brasileiro seja uns R$ 60 mil mais barato, não se compara a tecnologia americana deste equipamento”, considera.

Tecnologia também é o interesse do produtor de milho e soja Luciano Silveira Moreira que, na manhã desta quarta-feira (4), adquiriu um trator 165 cv, uma plataforma de milho e uma plantadeira na John Deere para a sua propriedade de 550 hectares em Cordislândia, no Sul de Minas Gerais. O investimento de R$ 427,5 mil será financiado em seis anos e, antes de ir embora, ele pretende comprar ainda um secador de grãos.

“É por isso que estamos na feira. Estamos comprando o que há de mais moderno em tecnologia”, afirma.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink